Os problemas da FCF não têm nada a ver com os jogos da selecção e os jogadores estão focados nos jogos, disse hoje Lúcio Antunes, antes do primeiro treino para o duplo compromisso com a África do Sul.


Segundo o treinador nacional de futebol, a equipa técnica está a fazer o seu trabalho, esclarecendo que tem contrato com a Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) e não com a nova gestão, liderada por Mário “Donnay” Avelino.
Por isso, explicou que o staff técnico tem obrigação para com a Nação e que, por isso, o trabalho tem que ser feito com lealdade e com foco nos jogos.
A FCF vai a assembleia-geral electiva a 30 de Setembro, na sequência da destituição recentemente da equipa liderada por Victor Osório, pelo que de momento a federação está a ser gerida por uma Comissão de Gestão, presidida por Mário “Donnay” Avelino.
O jogo Cabo Verde – África do Sul, a contar para o Mundial da Rússia, em 2018, realiza-se às 17:30 desta sexta-feira e vai ser dirigido por uma equipa de arbitragem chefiada pelo argelino Abid Charef Mehdi.
Burkina Faso e África do Sul lideram o Grupo D de qualificação Africana para Mundial’2018, com quatro pontos cada, seguido do Senegal com três, ao passo que Cabo Verde ainda não pontuou ao somar derrotas nas duas primeiras partidas.
Inforpress