A selecção nacional de futebol venceu hoje por 2-0 a sua congénere do Quénia, na partida referente à segunda mão da eliminatória do grupo africano para o Mundial de Rússia 2018, disputada no Estádio Nacional, na Praia.


Cabo Verde entrou logo pressionando tentando anular a desvantagem de 1-0 trazida de Nairobi.

No primeiro minuto de jogo um desperdício de Djaniny. Heldon cruza o avançado do Santos Laguna do México com tempo atira de cabeça á barra.

O mesmo jogador falhou mais uma grande oportunidade de inaugurar o marcador no minuto nove. Isolado atira na direção do guarda-redes adversário.

Minutos depois, ainda antes dos 20 minutos, foi a vez de Heldon falhar a terceira grande oportunidade para Cabo Verde. Isolado atira ao lado da baliza.

Aos 21 minutos um remate perigoso de Odair Fortes. A bola passa ao lado da baliza adversária.

Aos 34 minutos um arranque de Platiny a aparecer isolado mas o remate a lhe sair muito frouxo.

No minuto 37, Heldon cai dentro da área num lance que parecia penalti. O árbitro não assinala.

Cabo Verde inaugura o marcador já perto do final da primeira parte. Um livre apontado por Heldon com a bola a saltar na relva, a bater na cabeça de um jogador queniano e a parar no fundo da baliza. Heldon festeja mas tudo indica que foi um auto-golo.

1-0    ao intervalo.

Aos 52 minutos Cabo Verde marca o 2-0. Um remate colocado de Heldon, após uma boa jogada pela direita do Marco Soares, com o guarda-redes queniano B. Oluoch a não conseguir chegar á bola.

No minuto 63 Rui Águas chama Babanco para entrar no jogo para o lugar de Platiny.

Aos 72 minutos Kuca entra para o lugar de Heldon.

90 minutos, sai Odair Fortes e entra Nuno Rocha.

11 de Cabo Verde:
Guarda-Redes:Vozinha
Defesas: Carlitos, Kay, Fernando Varela, Tiago Almeida;
Médios: Marco Soares, Calu e Odair (Nuno Rocha-90 minutos);
Avançados: Platini (Babanco-63 minutos), Djanini e Heldon (Kuca-72 minutos).