O Mindelense cedeu hoje um empate a golo, em casa, frente à Académica do Porto Novo, gorando assim as expectativas dos seus adeptos que apostavam numa vitória no arranque do campeonato de Cabo Verde.


Com efeito, na qualidade de detentor do título de campeão de Cabo Verde, aliás tricampeão, do Mindelense os seus adeptos esperavam mais, apesar de terem tido razões de queixas do árbitro do jogo, Valter Monteiro, de Santiago Sul, a quem acusam de não ter sancionado duas grandes penalidades a favor da sua equipa, uma em cada parte do jogo.
Contudo, a Académica do Porto Novo trazia a lição bem estudada e tratou, bem cedo, de surpreender a equipa da casa e silenciar o Estádio Adérito Sena logo aos dois minutos, quando Vady correspondeu na área a cruzamento de Dénis, da direita, inaugurando o marcador.
A equipa do Porto Novo entrou desinibida na partida, a apostar na pressão ao adversário que detinha a bola na zona de construção do Mindelense, postura que resultou em toda a primeira parte, já que os médios do Mindelense, bem vigiados, não tinham tempo para pensar o jogo devido à pressão exercida pela linha média da Académica, liderada por Tucim e Oceano.
Verdade seja dita que a equipa da casa desfrutou de duas boas situações de concretização na primeira parte, todavia nem Larry, aos cinco minutos, nem Maniche, aos 35, foram lestos na zona de concretização.
Ao intervalo a Académica do Porto Novo vencia por 1-0.
O intervalo fez bem ao Mindelense e Hidélvis, aos seis minutos, apostou no seu remate e de 40 metros pegou bem na bola que só parou no fundo das redes da baliza de guarda-redes Valdo, um golo que levantou o Estádio Adérito Sena e empatou a partida.
Com o empate, o Mindelense, pensaram os seus adeptos, podia galvanizar e partir à procura da vitória, no entanto a Académica lá conseguiu, mais a defender do que a contra-atacar, impedir que as suas redes fosse de novo atingidas e, assim, conservar o empate fora, na casa do campeão, na abertura da fase de grupos do campeonato de Cabo Verde época 2015-2016.
Na próxima jornada, a segunda do Grupo B, o Mindelense desloca-se ao terreno do Vulcânico, da ilha do Fogo, ao passo que a Académica do Porto Novo recebe o Académico 83, da ilha do Maio.
Fonte: Inforpress