A equipa da Académica do Porto Novo viajou hoje para São Vicente onde, este sábado, vai defrontar o Mindelense, em jogo a contar para a primeira mão do campeonato nacional de futebol.


O técnico da académica do Porto Novo, Gunga, na antevisão do jogo, admitiu que o Mindelense é “um adversário complicado” mas que a sua equipa, desta vez, só pensa em ganhar a final do campeonato de Cabo Verde.
“A Académica está, mais uma vez, na final do campeonato de Cabo Verde. Era o objectivo que tínhamos traçado no início da época. Restam apenas dois jogos contra o mesmo adversário, vamos respeitar o Mindelense, mas sempre com o pensamento na vitória”, sublinhou o treinador dos campeões regionais de Santo Antão – Sul.
A Académica do Porto Novo e o Mindelense, tricampeões nacionais, já se tinham defrontado, na final desta prova, em 2013, com a vitória a sorrir à equipa sanvicentina, mas “desta vez, a final é para ganhar”, avançou o Gunga.
O treinador da Académica do Porto Novo disse acreditar que vai ser “uma final bem disputada e equilibrada” e espera agora vencer o Mindelense.
O facto de a Académica jogar a segunda mão da final em “casa” e perante os seus adeptos “dá mais confiança para conseguirmos o nosso objectivo, que é ser campeões nacionais”, avançou.
“Mas, jogar contra o Mindelense é sempre difícil. Conhecemos minimamente o nosso adversário e o ambiente em que joga, mas o nosso objectivo é sempre a vitória”, concluiu o treinador da Académica do Porto Novo.
A Académica do Porto Novo disputa mais uma final do campeonato de Cabo Verde em futebol, a segunda no seu historial, curiosamente, contra o mesmo adversário e, desta vez, pensa ganhar para dar ao clube e à ilha de Santo Antão o seu primeiro título nacional.
Fonte: Inforpress