A equipa do AJAC de Calheta perdeu hoje em casa frente à formação do Vulcânico do Fogo por 2-3, no jogo em atraso referente à primeira jornada do Campeonato Nacional de Futebol, edição 2016/17.


A formação de AJAC iniciou o jogo com algum entusiasmo e, logo no primeiro minuto da partida, o ponta de lance Kiki fez o primeiro remate para a baliza de Lú, mas sem sucesso.
No minuto nove, na marcação de um livre, o jogador de AJAC Ady fez o segundo remate, mas desta vez a bola passou por cima da baliza do guarda-redes do Vulcânico.
Minutos depois, Tchiba de AJAC, na luta pela bola, fez mais um remate que foi directa as mãos do guarda-redes do Vulcânico.
A formação do Vulcânico tentou o primeiro remate aos 19 minutos, mas o guarda-redes do AJAC fez uma boa defesa.
Com várias tentativas falhadas e depois de criar vários lances na área do Vulcânico, AJAC inaugurou o marcador, aos 36 minutos, por intermédio de Kiki, resultado feito ao intervalo.
Na segunda parte, a equipa do Vulcânico restabeleceu a igualdade, aos 58 minutos, por Victor, 1-1.
Com mais força nesta segunda parte, o Vulcânico voltou a adiantar-se, aos 65 minutos por Adérito, ao qual o AJAC respondeu com um novo empate, desta feita por Buba, aos 89 minutos.
Com o jogo empatado, o árbitro deu quatro minutos de compensação e num lance de contra-ataque Jú fez o passe para o seu colega Victor, que consegue o golo da vitória para a equipa da ilha do Fogo, 2-3.
Com este resultado, o Vulcânico conquista a sua primeira vitória no campeonato, somando quatro pontos e o AJAC fica na cauda do grupo A, com apenas um ponto.
No final da partida, o treinador do Vulcânico, Danilo Dinis, disse que apesar de a sua equipa estar cansado por ter jogado dois jogos fora, conseguiu fazer um “excelente jogo” e que isto deixa o seu conjunto com mais ambição e esperança de que vão passar de fase.
Por sua vez, o treinador do AJAC, Elvis Gonçalves, aceitou a derrota com desportivismo, ao reconhecer que na segunda parte o adversário esteve melhor em campo.
Ainda assim, Elvis Gonçalves acredita que, mesmo com duas derrotas e um empate, vão conseguir ainda dar a volta por cima no campeonato.
Ficha do jogo
Estádio Municipal de Calheta
Arbitragem da ilha de São Vicente: Fabrício Duarte (árbitro central), Benedito Santos e Wilson Fernandes (auxiliares); 4º árbitro Nedil Vaz (Santiago)
AJAC: Adones, Bruno (Buba), Mika, Ady, Nay, Tóvy, Txiba, David (Isaias), Zeca ( Ednilson), Kiki, Miguel (Ivan)
Golo: Kiki aos 36 minutos, Buba aos 89 minutos
Suplentes não utilizados: Nelson, Bruno, Marco e Wilson
Treinador: Elvis Gonçalves
Vulcânico: Lu; Mané, Deitxou, Brauku, Victor, Mitxó (Elvis), Torré, Ka, Kadu (Adalberto)Kundu, e Adérito
Golo: Victor aos 58 minutos e aos 90+4, Adérito aos 65 minutos
Suplentes não utilizados: David, Wilson, Pile
Treinador: Danilo Dinis
Fonte: Inforpress