O Conselho de Justiça da Federação Cabo-verdiana de Futebol negou provimento ao recurso apresentado pelo Club Sportivo Mindelense contra o Conselho de Disciplina, em relação às meias-finais do campeonato nacional que opõe ao Ultramarina.


Com efeito, o acórdão do Conselho da Justiça divulgado hoje, “confirma a decisão recorrida”, pelo que aguarda agora pela FCF em como resolver a marcação dos jogos.
O Conselho de Disciplina da FCF havia considerado “improcedente” o processo instaurado ao Ultramarina em relação ao jogo da primeira mão das meias-finais do campeonato nacional de Cabo Verde, inviabilizado pela falta de chave dos portões do Estádio Municipal Orlando Rodrigues, no Tarrafal de São Nicolau.
A direcção do Mindelense recorreu da deliberação do Conselho da Disciplina junto do Conselho da Justiça, “dentro das conformidades” para apresentar as suas contestações, por entender que houve incongruências e discrepância nessa tomada de posição do Conselho de Disciplina.
Entende o Mindelense, que foi o Conselho de Disciplina quem instaurou o processo e que acabou por assinar favoravelmente à decisão tomada, e que, entretanto, unanimemente acabou por considerar que “não havia motivos para os castigos previamente imputados a Ultramarina”.
Ao que apurou a Inforpress o Mindelense, já notificado, decidiu suspender a sua participação da prova e exigir indemnização junto da FCF.
Fonte: Inforpress