As equipas do Sporting da Praia e do Ultramarina de São Nicolau continuam focadas na conquista do campeonato nacional, com a formação leonina a posicionar-se na linha da frente, ao vencer fora de portas na primeira mão da final.


Com o triunfo de 1-2 alcançado domingo, no Municipal Orlando Rodrigues, no Tarrafal de São Nicolau, a equipa leonina parece ter alcançado um bom resultado para poder resolver a eliminatória no Estádio da Várzea.
O técnico sportinguista, Lito Aguiar, disse que a vitória foi justa e que o seu conjunto poderia ter alargado a vantagem, mas que ao gorar as possibilidades de marcar o terceiro golo, permitiu aos visitados acreditarem e reduzirem a diferença, provocando a intranquilidade na equipa da capital.
Aguiar considera que o Sporting cumpriu a primeira parte da sua missão e que está em boa posição para conquistar o título nacional.
Enquanto isto, o timoneiro do FC Ultramarina, Alexandre Ramos, reconhece que o longo interregno evidenciado pelo impasse nos jogos da meia-final afectou o seu colectivo e que teve repercussão directa nos seus jogadores.
Apesar da derrota no seu reduto, Ramos acredita que nada ainda está perdido, por acreditar que a formação do Ultramarina poderá trabalhar para conseguir marcar dois golos na Várzea, para poder continuar a sonhar com o título.
O Sporting venceu a primeira mão da final por 1-2, com golos de Bleisse e Panduru, na etapa inicial, ao passo que Patchick assinalou o tento de honra do Futebol Clube Ultramarina, através de grande penalidade, no segundo tempo.
inforpress