A Academia do Porto Novo recebe, este sábado, no Estado Municipal do Porto Novo, a Académica da Praia, em jogo a contar para a segunda jornada do campeonato nacional de futebol, que a formação porto-novense quer ganhar.


Segundo o treinador da Académica do Porto Novo, Gunga, a sua equipa quer aproveitar o facto de jogar em “casa” para conquistar a primeira vitória no campeonato nacional esta temporada, apesar do adversário ser “uma grande equipa e com ambições na competição”.
“Trata-se da primeira vez em que vamos encontrar a Académica da Praia, uma grande equipa que, tal como nós, também, ambiciosa vencer o titulo”, sublinhou Gunga, na antevisão da partida.
A Académica do Porto Novo, nas ultimas épocas, tem enfrentado alguma dificuldade nos jogos em casa, um problema que está a ser superado, conforme o treinador, que pediu aos porto-novenses a irem ao estádio neste sábado para apoiar a sua equipa na maior prova do futebol cabo-verdiano, a nível de clubes.
“Antes jogávamos melhor fora de casa, mas, actualmente, temos conseguido um equilíbrio entre jogos fora e dentro. Mas, se queremos ganhar o campeonato, temos de pensar em vencer todos jogos”, notou o técnico dos campeões em título de Santo Antão – Sul.
A Académica do Porto Novo, que vem de um empate à uma bola com o Sal Rei, confirmou ter dado entrada no órgão competente da Federação Cabo-verdiana de Futebol(FCF) um protesto relacionado com o jogo da primeira jornada, alegado a utilização irregular de um jogador por parte da equipa boa-vistense.
“Sim, confirmo que a Académica entrou com esse projecto, agora vamos aguardar o desfecho”, confirmou o técnico, informando que os representantes de Santo Antão têm um departamento competente que está a tratar deste caso.
Inforpress