A Académica do Porto Novo assume como “crucial” vencer o jogo, deste sábado, com Sal Rei da Boa Vista, para continuar a pensar na qualificação às meias finais do campeonato nacional de futebol.


“A equipa está viva e ainda acreditamos na qualificação, pelo que é crucial ganhar ao Sal Rei”, informou Nilton Flor, técnico-adjunto da Académica do Porto Novo que, depois da derrota, na quarta jornada, em São Vicente, frente ao Mindelense, desceu para a terceira posição do Grupo A.
O jogo com os campeões regionais de São Vicente “já faz parte do passado”, avançou Nilton Flor, assegurando que os representantes de Santo Antão – Sul, que assumiram, esta época, a candidatura ao título, estão “focados” no desfio deste sábado, em “casa”, que “tem de ganhar”.
“Vamos jogar com o nosso público e temos de ganhar para conseguir os três pontos e continuar a acreditar na passagem à fase seguinte”, notou o técnico, na antevisão da partida, a contar para a quinta jornada do campeonato nacional e futebol.
O Mindelense lidera o grupo, com oito pontos conquistados nos quatro jogos disputados. Na perseguição, estão as Académicas da Praia, com sete pontos, e do Porto Novo, com cinco pontos.
O Sal Rei tem apenas um ponto.
Esta primeira fase do campeonato nacional é disputada por pontos a duas voltas, ou seja, todos contra todos a duas mãos, apurando-se para as meias-finais os vencedores de cada um dos três grupos e o melhor segundo classificado.
O Grupo B é comandado pelo Foguetões, com oito pontos, seguido do Belo Horizonte e Scorpions, com cinco, e Morabeza, com três pontos.
Já o Grupo C é liderado pelo Palmeira e Vulcânico, com sete pontos, o Sporting da Praia e Bairreirense têm ambos quatro pontos.
Inforpress