A Associação Académica do Porto Novo venceu, hoje, no seu reduto, o Sal Rei, por 2-1, em jogo a contar para quinta jornada do grupo A do campeonato nacional de futebol.


A Academica que, com este triunfo frente ao último do grupo, reentrou na disputa da qualificação às meias-finais do campeonato, foi ao intervalo a perder por 0-1, golo apontado, aos 10 minutos, pelo avançado da equipa da Boa Vista, Dany.
Este jogador que, aos dois minutos, havia falhado uma soberana oportunidade para marcar, na sequência de uma falha clamorosa do guardião da Académica, Diney.
O Sal Rei foi superior na primeira parte em podia ter marcado mais golos.
Na segunda parte, a Académica transformou-se e foi à procura da vitória, que foi conseguida nos últimos 15 minutos da partida.
Xolote, aos 77 minutos, e  Fagui, já na recta final do desafio, marcaram os dois golos com que os representantes de Santo Antão – Sul ganharam aos campeões regionais da Boa Vista.
Gunga Fonseca, treinador da Académica do Porto Novo, realçou, precisamente, o facto de que, com esta “vitória suada, frente a um adversário difícil”, a sua equipa, que vinha de uma derrota frente ao Mindelense, reentrou no campeonato.
O técnico do Sal Rei, Tuga Morais, lamentou o facto de os seus pupilos terem falhado muitos golos na primeira parte, referindo à máxima “quem não marca, sofre”.
Mindelense, que empatou, sem golos, com a Académica da Praia, no Adérito Sena,  no Mindelo,  é líder do grupo, com nove pontos, e tem perseguição directa da Académica do Porto Novo e Academia da Praia, ambos com oito pontos.
O Sal Rei continua apenas com um ponto.
Na próxima e derradeira jornada da fase de grupos, a Académica do Porto Novo desloca-se a Cidade da Praia, para defrontar a sua congénere local e o Mindelense vai à Boa Vista jogar com o Sal Rei.
Inforpress