O Clube Sportivo Mindelense, a comemorar este ano o centenário da sua fundação, conquistou hoje  o 22º   título de campeão de Cabo Verde, em futebol, ao derrotar o Oásis do Sal por 3-1, na final.


O jogo foi disputado no Estádio Marcelo Leitão, na ilha do Sal.
O avançado Papalelé foi o herói da partida ao marcar  dois golos  e estragou  a festa de Katxupa que abriu o marcador logo no inicio da segunda parte
Numa partida muito táctica, imperou,  nos primeiros 15 minutos,  o respeito mútuo, com o primeiro  lance de real perigo  a   acontecer num livre de  Maniche, que levou o guarda-redes Piduca, do Mindelense,  a fazer uma excelente defesa.
A  partir  do minuto 28, a equipa de Rui Alberto Leite tomou conta da partida e Papalelé, por duas vezes,   acompanhado  Pibip, perderem  chances flagrantes de inaugurar o marcador.
A primeira parte  terminou com a lesão de Kakoia que deu lugar  Katxupa, que levou o Oásis a sonhar com o título inédito, mas apareceu Pibip para empatar e abrir  o caminho para Papalelé escrever a história desta conquista centenária.
Durante o jogo, destaque ainda para a festa protagonizada pelos adeptos nas bancadas do Estádio Marcelo Leitão  que foi um palco digno para a final do campeonato de Cabo Verde.
Na cerimónia de entrega de troféus o técnico Rui Alberto Leite recebeu a distinção de melhor treinador da provo,  Keven do Celtic foi distinguido como melhor guarda-redes.   Patchik,  sem surpresa arrecadou o prémio de melhor marcador, com oito golos, e a taça fay-play foi para o Oasis, formação  vice-campeã
O avançado, Papalelé , autor de um dos golos da final foi eleito melhor jogador do campeonato de Cabo Verde 2018/2019.
O capitão Toy Adão recebeu das mãos do Presidente da Republica, Jorge Carlos Fonseca, a Taça de Campeão de Cabo Verde, o quarto conseguido  em sete finais.
Esta foi a 56ª edição do campeonato de Cabo Verde, com as equipas de Santiago Sul e de São Vicente a ganharem juntas 50 provas, sendo que agora 28 vão para São Vicente e 22 para Santiago Sul.
As outras seis edições foram conquistadas por equipas das regiões desportivas do Fogo e Maio, com uma cada, e Sal e Boavista, com dois campeões cada, sendo que o último a intrometer-se entre São Vicente e Santiago Sul foi o Sal-Rei da Boavista, em 2004.
Ficha o Jogo:
Final do campeonato de Cabo Verde
Estádio Marcelo Leitão – Ilha do Sal
Equipa da Arbitragem: Ivaldir  Silva ( Aŕbitro central),  Bruno Vaz e Estevão da Rosa (Auxiliares)
Quarto árbitro: Luís Barbosa
Oásis:  Tchick (Guarde-redes), Kayoka, Geja, Sylla (Cap), Tatus, Wilker, Levidson, Maniche, Kiki, Tonas e Rody.
Suplentes: Marlon (Guarda-redes), Ivinha, Diwara, Boy, Anilton , Katchupa, Leo.
Treinador:  Lúcio Antunes
Mindelense:  Piduca (Guarda-redes), Yuran, Bomba, Toy Adão (cap), Guga, Calú, Metcha,  Duck, Papalele e Pibib
Suplentes: Pelode (Guarda-redes), Lela, Larry, Lizander, Tuba, Ary, Fredson.
Treinador: Rui Alberto Leite
Inforpress