O presidente da Câmara Municipal de São Vicente considerou hoje, no Mindelo, que o clube Mindelense é “a alegria da ilha” a quem ofereceu “a melhor prenda de 2019”, com a conquista do campeonato nacional, em futebol.


Augusto Neves, que falava no Salão Nobre dos Paços do Concelho, no acto de recepção dos novos campeões de Cabo Verde, concretizou que são vitórias como aquela que o Mindelense conquistou na ilha do Sal, no dia 01, que “encoraja, impulsiona” e traz “mais força” para os mindelenses continuarem o trabalho rumo ao desenvolvimento da ilha.
“Esta vitória reforça a identidade da ilha, como ilha vencedora, já que tem um clube, o Mindelense, que se encontra na dianteira, com um século de trabalho, glória e história”, elogiou Neves, para quem a vitória não é só do clube, seus futebolistas e dirigentes, mas também de “toda a população” da ilha.
“Queremos mais e mais vitórias para manter a bandeira de São Vicente bem alta”, precisou o autarca, após parabenizar os campeões pela “grande alegria” que trouxeram à ilha.
Por seu lado, o presidente do Clube Sportivo Mindelense, Daniel de Jesus, clube que a 25 de Maio passado celebrou os 100 anos de existência, é “sempre uma honra” regressar ao Salão Nobre sobretudo, agora, considerou, no ano do centenário, com um título que, ajuntou, foi o culminar de uma “época fantástica”.
Daniel de Jesus, que ofereceu a Augusto Neves uma camisola que celebra o centenário do seu clube, aproveitou para destacar os “momentos marcantes” da conquista, a começar pela “arrepiante recepção” na ilha do Sal, pela gente de São Vicente que ali reside, mas também a “paixão, o carinho e o apoio” dados à equipa no jogo da final.
“Isto explica a dimensão desta instituição centenária”, continuou o presidente do Mindelense, que ainda mencionou os momentos vividos no balneário antes do jogo e durante o intervalo, através de palavras da equipa técnica na prelecção que a todos fizeram “sentir São Vicente mais do que qualquer coisa”.
“Missão cumprida, mas São Vicente e o futebol da ilha merecem mais, apesar das dificuldades”, declarou Daniel de Jesus, consciente de que, como disse, a autarquia e o seu presidente “têm sensibilidade para a causa”.
Dirigindo-se a Augusto Neves, o presidente do Mindelense, por fim, pediu ao autarca para “reforçar o seu olhar para o futebol” porque os clubes de São Vicente “precisam repetir mais momentos como este” que “elevam a auto-estima” da ilha.
O Clube Sportivo Mindelense  conquistou no sábado, 01, o 22º título de campeão de Cabo Verde, em futebol, da sua história centenária, ao derrotar o Oásis do Sal por 3-1, na final.
O jogo foi disputado no Estádio Marcelo Leitão, na ilha do Sal e os golos do Mindelense foram apontados por Papalêlê (2) e Pibib, ao passo que para o Oásis marcou o avançado Katxupa.
Inforpress