O seleccionador nacional, Lúcio Antunes, considera que a vitória desta terça-feira , por 2-1, sobre a África do Sul, deveu-se à “humildade e trabalho” dos jogadores têm focado em ganhar cada jogo e mudar o rumo das coisas.


“A equipa neste momento está forte e focada em ganhar cada duelo e cada jogo, porque queremos que Cabo Verde esteja entre os melhores da África”, disse Lúcio Antunes, em entrevista à Televisão de Cabo Verde .
No entanto, avançou que Cabo Verde tem mais dois jogos “complicados”, referindo-se à partida da quinta jornada, no próximo mês de Outubro, com Senegal, no Estádio Nacional, e com o Burkina Faso em, Novembro, em Ouagadougou, partida que pode ser decisiva para as duas selecções.
“Temos mais dois jogos complicados. Em Outubro, em casa, com Senegal, e em Novembro, contra o Burkina Faso. Esperemos fazer mais seis pontos, para continuarmos a liderar o grupo e, consequentemente, conseguir, o apuramento inédito para o campeonato do Mundo”, prognosticou.
De entre esses dois jogos, Lúcio Antunes disse que a partida em casa, neste caso com o Senegal, é sempre mais complicada, porque joga-se na relva sintética, quando a maioria dos jogadores cabo-verdianos militam nos clubes europeus , onde prevalece o relvado natural.
“Vamos ter um adversário extremamente complicado que conta com nove jogadores que jogam na liga inglesa e com um orçamento cinco ou seis vezes mais do que o nosso, mas vamos fazer a melhor escolha dos jogadores e abordar este jogo com cuidado”, disse o timoneiro nacional.
Já o capitão da equipa, Marco Soares, disse que foi um jogo complicado, onde Cabo Verde entrou com a tarefa bem estudada e que foi traduzida em vitória, que era o grande objectivo da equipa nacional.
“Se há cinco dias atrás, toda a gente pensava que estávamos fora do Mundial, neste momento estamos a depender de nós próprios, em busca de apuramento”, lembrou o jogador, que fez os 90 minutos nos dois jogos.
Sobre os próximos embates, disse que o Senegal e o Burkina Faso são selecções fortes, mas que Cabo Verde está focado em vencer os dois jogos, para estar presente no Mundial da Rússia.
A selecção de Cabo Verde de futebol venceu esta terça-feira o combinado nacional da África do Sul por 1-2, em jogo disputado no Estádio Moses Mabhida, em Durban, e passa dividir a liderança do Grupo D, com seis pontos, os mesmo que o Burkina Faso, que nesta jornada empatou a duas bolas com o Senegal.
A África do Sul, com esta derrota, ficou relegada ao ultimo lugar do grupo, com quatro pontos, enquanto os senegaleses ocupam o terceiro posto, com cinco.
Na quinta jornada deste do Grupo D de qualificação Africana para Mundial’2018, a disputar-se no próximo mês de Outubro, Cabo Verde joga e casa com o Senegal, enquanto que os sul-africanos recebem o Burquina-Faso.
A fase de grupo termina em Novembro, com os Tubarões Azuis, nome por que é conhecida a selecção de Cabo Verde, a viajar até Ouagadougou, para defrontar os burquinabês e o Senegal recebe a África do Sul.
A selecção de Cabo Verde, que só depende de si para estar no Mundial da Rússia, precisa somente vencer os próximos dois jogos.
inforpress