O seleccionador do Senegal disse esperar um jogo “muito difícil” frente a Cabo Verde, a disputar-se no próximo dia 07 de Outubro, na Cidade da Praia, pontuável para a quinta jornada do Grupo D de qualificação africana para Mundial’2018.


Em declarações à imprensa senegalesa esta quarta-feira, 20, depois de divulgar a lista dos 26 convocados para o jogo com Cabo Verde,  Aliou Cissé considerou que a selecção nacional cabo-verdiana encontra-se “moralizada” depois das  duas vitórias com a África do Sul.
“Não há nada a esconder. Sabemos o que eles têm, eles também sabem o que levaremos”, disse o   treinador senegaleses, citado pela Agencia de Noticias do Senegal (APS).
Acrescentou que Cabo Verde é de uma equipa capaz de evoluir rapidamente para o ataque e com jogadores capazes de fazer a  diferença em qualquer altura do jogo.
Em relação à relva sintética do Estádio Nacional, assegurou   que os seus jogadores já estão habituados, lembrando que jogaram num relvado  semelhante  frente ao Burundi, durante a fase de qualificação  da Copa das Nações Africanas  de 2017.
“O estádio na Praia é muito ventoso, mas durante os dois ou três dias de treinamento em Saly, Sul de Senegal, vamos treinar em um campo com relva sintética “, lembrou Aliou Cissé.
A chegada da selecção do Senegal a Cabo Verde está marcada para o dia 05 de Outubro  e o jogo para o dia 07 de Outubro, no Estádio Nacional, na Cidade da Praia.
Esta partida conta para quinta jornada do Grupo D, que Cabo Verde lidera  juntamente com Burkina Faso, ambas seis pontos, seguido do Senegal com cinco pontos  e  da Africa do Sul com  apenas um ponto.
O Senegal deve jogar três jogos, com a decisão da FIFA de mandar repetir o jogo África do Sul –Senegal, já que, a 12 de novembro de 2016, o árbitro ganês da partida foi considerado culpado pelo organismo internacional por ter manipulado o resultado.
Lista dos 26 convocados do Senegal:
Guarda-Redes: Khadim Ndiaye (Horoya/Guine-Conacry), Alfred Gomis (SPAL 2013/Itália), Clément Diop (Los Angeles Galaxy/ EUA).
Defesas: Moussa Wagué (Eupen/Bélgica), Lamine Gassama (Alanyaspor/Turquia), Fallou Diagne (FC Metz/França), Saliou Cisse (SCO Angers/França), Kara Mbodj (Anderlecht/Bélgica), Kalidou Koulibaly (Nápoles/Itália), Youssouf Sabaly (Bordeaux/França), Adama Mbengue (Caen/França).
Médios: Idrissa Gana Guèye (Everton/Inflaterra), Pape Alioune Ndiaye (Galatasaray/Turquia), Cheikhou Kouyaté (West Ham United/Inglaterra), Cheikh Ndoye Birmingham City/ Inglaterra), Alfred Ndiaye (Wolverhampton/Inglaterra), Salif Sané (Hannover/Alemanha), Assane Dioussé (Sainte-Etienne/França).
Avançados: Ismaïla Sarr (Rennes/França), Opa Nguette (FC Metz/França), Moussa Konaté (Amiens/França), Sadio Mané (Liverpool/Inglaterra), Moussa Sow (Al Ahly/Dubaï), Diao Baldé Keita (Mónaco/França), Diafra Sakho (West Ham/Inglaterra) e Mbaye Niang (Torino/Itália).
Inforpress