A selecção cabo-verdiana deixa esta tarde a cidade de Lisboa rumo a Ouagadougou, onde defronta a sua congénere de Burkina Faso em jogo para mero cumprimento de calendário para o Grupo D de qualificação Africana para o Mundial’2018.


A comitiva crioula, que se encontrava concentrada em Lagoa, Algarve, deslocou-se na tarde deste sábado à capital lisboeta, depois de ter empatado com a equipa do Portimonense a zero, no seu último quinto e último treino no solo algarvio, disputado à porta fechada.
De acordo com uma nota de imprensa da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF), dos 22 jogadores que terminaram este estágio apenas o guarda-redes Mário Évora, júnior do F C Porto não foi seleccionado para se deslocar à Burkina Faso.
O jogo Burkina Faso x Cabo Verde perdeu interesse após a vitória alcançada sexta-feira pela equipa nacional do Senegal em África do Sul, 0-2, partida referente à segunda jornada, resultado que ditou o apuramento da equipa senegalesa para a Copa do Mundo, enquanto vencedor do Grupo D.
Esse jogo repetido pela FIFA, que anulou a partida que ditara a vitória 2-1 dos sul-africanos ante o Senegal, alegando que o árbitro teria viciado o resultado.
A partida entre Burkina Faso e Cabo Vede está aprazada para às 18:30 desta terça-feira, 14, no Stade 4 de Agosto.
De resto a África já tem todas as cinco selecções apuradas para o Mundial’2018: Egipto, Tunísia, Marrocos, Senegal e Tunísia.
Inforpress