Gilson Varela recorreu ao facebook para enviar mensagem a um grupo de adeptos do seu próprio clube, o Sporting de Espinho, que o chamaram «preto do caralho» durante o jogo da 19.ª jornada do Campeonato de Portugal Série B 17/18 contra o FC Pedras Rubras.


“Quando cheguei ao Sporting Clube Espinho, senti-me muito acarinho pelos meus adeptos "OS VERDADEIROS TIGRES-DESNORTEADOS", e ATÉ hoje sinto acarinhado por Estes.

Acontece que nesta semana deparei me com uma situação meio caracato, vinto de alguns parvos que nem fazem parte dos Desnorteados.

Até agora em toda a minha carreira, ja sufri vários actos de racismo, Pelo adeptos adversários.

Mas sofrer actos de racismo vindo da tua massa associativa é algo VERGONHOSO.

Ontem senti uma revolta em mim porque 1 ou 2 adeptos Chamaram me de "PRETO DO C...", por ter errado um passe.

Eu não admito qualquer acto de racismo no futebol, mesmo que seja para atacar um irmão africano.

Gostava mesmo de saber quem são estas pessoas.

Se realmente são homens de Verdade que venham me Chamar de "PRETO DO C..." cara a cara.

Quando eu marcava golos estava tudo bem.

Podem me criticar, mandar me pra caralho, para o que vocês quiseram mais nunca vou admitir que sejam racistas comigo, porque eu corro por vocês, e dou tudo de mim, pela minha equipa e meus colegas.

"EU SEI QUEM SOU, DE ONDE SOU E PARA ONDE VOU, NÃO LIGO NADA, PORQUE OS CÃES LADRAM MAIS A CARAVANA NUNCA VAI PASSAR " Se querem me dizer algo que enviam mensagem.

Que seja a 1 e Ultima vez que ouço alguns adeptos a me Chamar de "PRETO".

Sou do Espinho, e essa paixão, que tenho pelo clube e pelo meus adeptos e fenomonal por isso, nâo querem pôr o meu profissionalismo em causa.

Abraço a todos, ESPINHO ATÉ A MORTE . “, disse o jogador após a vitória de 2-1 do seu clube.