O CD Feirense recebe no Marcolino o Sporting CP e um ponto basta para garantir uma presença inédita na ‘final four’ da Taça da Liga.


Babanco já antecipou o confronto com os leões: “Vimos de um resultado que não estava nas nossas contas. Já contra o Marítimo não tivemos felicidade, ao sofrer um golo nos descontos, e agora com o Portimonense foi claramente a eficácia a fazer a diferença. Tivemos bola, fomos explorando os corredores, fomos agressivos e intensos. Criámos situações para ganhar. O guarda-redes do Portimonense foi o melhor em campo. Não nos podemos agarrar ao passado e sabemos que temos de fazer mais. Temos de ser mais constantes ao longo dos jogos. Depois de amanhã, existe uma oportunidade única para fazermos história. Com todo o mérito, chegamos a esta fase com três vitórias na Allianz Cup. Fizemos oito golos. Jogamos em casa e devemos aos nossos adeptos esta alegria, mesmo todos sabendo que o campeonato é a nossa grande prioridade. A SAD está a fazer todos os esforços para termos muito apoio e eu também apelo aos nossos adeptos. Venham ao Marcolino, apoiem a equipa, ajudem-nos a conquistar um resultado positivo. Sabemos que vitórias destas podem ser verdadeiros balões de oxigénio para o futuro.”

Reconhecendo toda a qualidade do adversário, Babanco mostra-se mais ‘preocupado’ no que o CD Feirense tem de fazer em campo para alcançar um resultado positivo:

“O Sporting estava a atravessar um momento excecional e quererá retificar a derrota de Guimarães. Temos de nos superar. Só uma equipa rigorosa, competente e com capacidade de colocar problemas ao Sporting pode ter sucesso. Em Alvalade, tivemos o mérito de os assustar. Precisamos de ter essa ambição e essa coragem. Depois é ver se somos felizes e se conseguimos ser eficazes”, disse o internacional cabo-verdiano em declarações ao site do clube.