O Qatar de Pedro Miguel Correia, conchecido por Ró-Ró, sagrou-se pela primeira vez Campeão Asiático, ao vencer na final o Japão, por 3-1, em partida disputada no Estádio Zayed Sports City, em Abu Dhabi.


Um momento histórico para Qatar, que consegue o feito, a três anos de receber o Mundial de 2022, com 7 vitórias, 19 golos marcados e um sofrido na competição.

Róró, de 28 anos, que integrou a Seleção de Cabo Verde que ganhou a Medalha de Ouro nos Jogos da Lusofonia realizados em Portugal, alinhou os 90 minutos no lado direito da defesa do Qatar.

Estreou-se em 2016 pela seleção A do Qatar no último jogo da segunda fase de qualificação para o Mundial de 2018 frente a China. Com o apuramento garantido para a terceira e última fase de qualificação, a seleção do Qatar viajou até à China e sofreu a sua única derrota, 2-0 frente a China.

Ró-Ró fez parte da sua formação futebolística no Benfica, onde se iniciou nas escolinhas e terminou o seu percurso no primeiro ano de juvenil. Depois de passar por Estoril e Estrela da Amadora, acabou a sua formação no Farense, clube onde se estreou nos seniores em 2009/2010, numa altura em que o clube algarvio estava na extinta IIIª Divisão Nacional.

Passou ainda pelo Aljustrelense, antes de receber o convite para jogar no Qatar onde representou o Al Ahli durante cinco épocas e meia, antes de a meio da temporada 2015/16 se ter transferido para o Al-Sadd, onde também joga o estrela do futebol espanhol Xavi.