Ivan Almeida foi autorizado a regressar a Cabo Verde pelo Treviso, equipa da primeira divisão italiana, mas optou por permanecer na Itália.


“Um pouco tarde demais, vou ficar aqui na Itália. A hora de regressar para casa era há duas semanas, agora não. Não serei a pessoa que poderá levar o vírus para Cabo Verde, se o tiver ou puder contrair-lo durante a viagem”, lê-se na página do twitter do internacional cabo-verdiano.

“É um periodo dificil mas temos que pensar em como reduzir os riscos e possível propagação do vírus. Devemos ser responsáveis.”, escreveu num outro post no facebook, desde a Itália, país europeu com mais mortes devido ao Covid-19.
Issac Fotu e Aleksej Nikolic, outros dois jogadores estrangeiros do clube regressaram aos seus respectivos paises, Nova Zelândia e Eslovénia.

ADP
CrioloSports