Futebol Cabo Verde: Nani assegura requalificação de duas escolas em Cabo Verde com quase 800 alunos


O futebolista internacional português Nani, capitão dos norte-americanos do Orlando City, anunciou hoje que tem em curso dois projetos em Cabo Verde para requalificação de escolas na ilha de São Vicente, que vão beneficiar quase 800 alunos.


A iniciativa, explicou à Lusa fonte da assessoria do jogador, de ascendência cabo-verdiana, segue-se a outros projetos solidários que o futebolista realizou em Cabo Verde nos últimos anos, envolvendo desta vez a requalificação da escola da Espia, no Mindelo.

A escola conta com 400 alunos e as obras arrancaram no final de outubro, implicando a substituição do telhado, a construção de mais um andar, espaços para reuniões e salas de música.

Seguem-se as obras na escola Fonte Inês, onde estudam 338 alunos, que receberá uma intervenção do género, igualmente financiada pelo internacional português, que prevê obras em outros estabelecimentos de ensino em Cabo Verde, mas que ainda aguardam planeamento.

“É conhecido o carinho que tenho por Cabo Verde. Para que o país se possa desenvolver, a educação é algo fundamental, e por isso decidi apoiar várias escolas, para que todas estas crianças tenham melhores condições para se formarem”, disse o jogador, numa declaração à Lusa.

As ações de apoio de Nani em Cabo Verde iniciaram-se em novembro de 2019, quando o jogador regressou ao país e participou em dois jogos de futebol, entre outros eventos com fins solidários, tendo também assumido o objetivo de abrir uma escola de futebol no arquipélago.

O jogador afirmou na altura que o calor humano que tinha recebido em Cabo Verde “não tem explicação” e, em crioulo, afirmou que se sente bem e em casa quando está na terra dos seus pais.

“Por isso, temos de continuar a tentar ajudar o país a desenvolver e o desporto é o caminho certo”, notou, sublinhando igualmente a amizade, a festa e o “momento único” durante os jogos que realizou na Praia.

O antigo jogador de Sporting, Manchester United, Valência, Fenerbahçe e Lazio pretende expandir a Cabo Verde o projeto social 360, em que ajuda crianças na Amadora, bairro onde cresceu.
Lusa


Print   Email