São Salvador do Mundo já dispõe do seu campo relvado para impulsionar a prática desportiva e elevar cada vez mais o nome do município



 Os munícipes salvadorenhos receberam hoje o campo relvado em Achada Leitão, denominado de Estádio 13 de Janeiro, uma infraestrutura que vai impulsionar e elevar cada vez mais o nome do município na área desportiva.



O acto da inauguração foi presidido pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, que aproveitou a ocasião para enaltecer o esforço feito pela equipa camarária do município de São Salvador do Mundo, mas também para realçar que este é o “cumprimento de uma promessa feita”.

Igualmente, evidenciou que o que conta são os resultados e as concretizações, ressaltando que é certo que existem desafios pelo percurso, mas que estes são ultrapassados quando há vontade em fazer e em se cumprir.

Neste quesito, destacou a importância das parcerias, principalmente do poder central e os poderes locais, sublinhando que quando existe uma boa parceria entre o Governo e as câmaras municipais as coisas acontecem, mas que para ter parceria é preciso ter atitude de parceiro e focar naquilo que é essencial.

Esta infraestrutura, conforme evidenciou o chefe do Governo, é para fazer com que o desporto desenvolva ainda mais no município, exemplificando que se com as poucas condições existentes antess os resultados estão a ser satisfatórios no desporto, com o campo relvado acredita que principalmente a União dos Picos vai ter um desempenho ainda maior.

Para a juventude reforçou a importância do desporto na vida e na sociedade, apelando a um envolvimento massivo de todos.

No quadro da parceria entre o Governo e a Câmara Municipal de São Salvador do Mundo, anunciou que existem outras obras e infraestruturas a serem entregues aos munícipes, com destaque para o projecto de adução de água que, segundo o primeiro-ministro, vai resolver um dos grandes problemas do município.

Por seu turno, o presidente da câmara municipal, Ângelo Vaz, falou do esforço e do trabalho empregues para que hoje essa infraestrutura seja uma realidade no município, embora tenham tido vários constrangimentos no percurso, mas que a entrega ao público marcou uma nova era e um novo começar explicando assim o nome, Estádio 13 de Janeiro.

Segundo o autarca a história deste campo iniciou-se ainda nos anos 90, mas com o foco em criar condições aos jovens, hoje, sem ser do campo relvado o município conta com outras placas desportivas, infraestruturas estas que conforme sublinhou “são frutos de uma boa parceria com o Governo e o forte desejo de se cumprir o sonhado”.

Quanto a área desportiva no concelho, considerou que enquanto município carente de infraestruturas, este tem dado cartas no desporto a nível da região Santiago Norte, realçando que é campeão masculino e feminino de andebol a nível da região, campeão da segunda divisão na temporada passada em futebol na região Santiago Norte, e na época 2023/2024 a equipa do município conseguiu se posicionar na terceira posição.

E agora, com o campo relvado, comprometeu-se a lutar para que a equipa do município seja campeã regional nas próximas épocas, mas também trabalhar para que o desporto continue a elevar o nome do município.

Além dos jovens, quem vai aproveitar desta infraestrutura segundo o professor da escola de iniciação desportiva, Caetano Badjon, são as criancinhas, mas também deixou um apelo a todos os munícipes, no sentido de darem um bom uso ao espaço, principalmente para a prática de exercícios físicos em vez de correrem riscos nas estradas.

Com este campo, Caetano Badjon garantiu que o município não só vai ter campeões no futebol, mas também atletas em outras modalidades que careciam de um espaço condigno para se treinarem e praticar.

Este projeto foi cofinanciado pelo Governo de Cabo Verde através do Instituto do Desporto e da Juventude, num investimento superior a 33 mil contos, com o objectivo não só facilitar o pleno exercício do direito de cidadania dos indivíduos, promovendo a sua integração e participação activa em actividades desportivas, físicas e sociais.

Mormente, tem como objectivo, também contribuir para o desenvolvimento do futebol no concelho de São Salvador do Mundo e, por extensão, em toda a Região Norte de Santiago, “valorizando e potencializando o desenvolvimento local”.

As obras realizadas abrangeram a drenagem do campo, construção de balneários, vedação do perímetro, fornecimento de equipamento desportivo e a instalação de relva sintética de última geração.

MC/JMV
Inforpress


Print   Email

         

Mais de 10 anos com os desportistas cabo-verdianos

 

 

 

SUBSCREVER AS NOSSAS NEWSLETTERS

Ao subscrever, tomo conhecimento que as newsletter poderão conter publicidade.
 

SUBSCREVER AS NOSSAS NEWSLETTERS

Ao subscrever, tomo conhecimento que as newsletter poderão conter publicidade.