Mundo: Gianni Infantino volta a candidatar-se à presidência da FIFA


O suíço Gianni Infantino vai candidatar-se em 2023 a um terceiro e último mandato como presidente da FIFA, anunciou hoje o dirigente de 52 anos, durante o 72.º congresso do organismo, em Doha.


“O próximo congresso, em 2023, terá caráter eleitoral. Informo que vou concorrer à reeleição”, anunciou Infantino, que ocupa o cargo de presidente da FIFA desde 2016, durante o seu discurso, na véspera do sorteio da fase final do Mundial2022, que vai decorrer precisamente no Qatar.

Caso vença no próximo congresso, que ainda não tem data marcada, mas que, de acordo com o organismo, será nos primeiros meses de 2023, Infantino irá cumprir o seu terceiro e último mandato, já que, desde 2016, a FIFA aprovou uma limitação de 12 anos seguidos no cargo de presidente.

Advogado de formação e também com nacionalidade italiana, Infantino venceu em 2016 as eleições frente a três adversários e, em 2019, foi vencedor como candidato único.
Antes de chegar à presidência da FIFA, o dirigente suíço foi secretário-geral da UEFA.

Qualquer candidatura à liderança da FIFA tem que ser apresentada até quatro meses antes do congresso e, um mês antes, será conhecida a lista dos candidatos que foram aprovados.
lusa


Print   Email

         

Mais de 10 anos com os desportistas cabo-verdianos

 

 

 

SUBSCREVER AS NOSSAS NEWSLETTERS

Ao subscrever, tomo conhecimento que as newsletter poderão conter publicidade.
 

SUBSCREVER AS NOSSAS NEWSLETTERS

Ao subscrever, tomo conhecimento que as newsletter poderão conter publicidade.