Afrobasket’2021: Cabo Verde reclama reagendamento do jogo com Uganda pela FIBA


O presidente da federação cabo-verdiana de Basquetebol (FCBB),  Mário Correia, “Marito” , avançou, em entrevista à RCV, que o organismo que rege o basquetebol cabo-verdiano já enviou uma carta à FIBA a reclamar a decisão de reagendar o jogo Cabo Verde-Uganda, para Grupo E de qualificação para o Afrobasket’2021, adiado em fevereiro por causa da vaga da covid-19 que afetou os basquetebolistas ugandeses.


Na mesma entrevista, Mário Correia, informa que a direcção da FCBB vai lutar para ver a possibilidade de se reaver esta decisão.

De acordo com informações avançadas no site oficial da FIBA,  os jogos pendentes do Grupo E (Uganda - Egipto, Marrocos - Uganda e Cabo Verde - Uganda) serão disputados entre 15 de junho e 15 de julho de 2021, em um local a ser definido.

“A decisão foi tomada, em observância à aplicação do Protocolo covid-19 para as competições oficiais de seleções e clubes da FIBA e o conselho da sua Comissão Médica”, lê-se na comunicação.

Em fevereiro passado, a equipa ugandesa foi impedida de fazer qualquer partida referente à segunda fase do Torneio de Qualificação do Grupo E, realizada em Monastir (Tunísia), uma vez que foram diagnosticados cinco casos positivos da covid-19 na comitiva.

Mário Correia informa que as decisões da FIBA se baseiam no facto de encorajar a equipa nacional do Uganda pelo esforço feito para participar na segunda fase realizada em Fevereiro, mas que Cabo Verde, assim como as restantes equipas, alegam as mesmas razões.

Correia enumerou os esforços monetários e logísticos para participar, não só nestas provas, como em muitas outras competições e que esta determinação implica a procura de mais verbas para custear as deslocações para um único jogo, deixando claro que “os gastos e as despesas serão os mesmos”.

Ainda assim, esclareceu que tanto Cabo Verde como Marrocos propõem à FIBA que seja a selecção do Uganda a deslocar-se para os países em jogos, de forma a acarretar com as despesas extras, por serem os interessados em jogar, isto é, Uganda terá de ir ao Marrocos, Cabo Verde e ao Egipto.

Cabo Verde ocupa a segunda posição do grupo E, com os mesmos 6 pontos que o Marrocos e menos 4 pontos que o líder Egito, faltando apenas um jogo das três equipas frente a Uganda, que soma 5 pontos.
ADP/c inforpress
CrioloSports


Print   Email