O Vulcânico, líder isolado do campeonato regional do primeiro escalão, venceu, hoje a formação de Valência por 2-1, no Estádio 05 de Julho, e fica a um ponto de revalidar o título e conquistar o tricampeonato.


A formação do Vulcânico sofreu o golo ainda na primeira parte, mas deu a volta ao resultado, tendo restabelecido a igualdade a dois minutos do tempo regulamentar por intermédio de Jardel, o mesmo jogador que veio a assistir o seu companheiro Keita para consumar a reviravolta por 2-1.
A formação do Vulcânico soma assim a sua décima terceira vitória em 15 jogos e é a única equipa que ainda não sofreu qualquer derrota nas provas regionais e tem mais oito pontos de vantagem sofre o segundo classificado, a Académica, quando faltam três jornadas para o término do regional.
Na outra partida disputado hoje, no Estádio 05 de julho, a formação do Spartak goleou o Cutelinho dos Mosteiros por 7-3, deixando a formação de Cutelinho praticamente no segundo escalão.
No sábado, o ABC de Patim foi derrotado pelo Botafogo por 3-2 e está despromovido ao segundo escalão e a Académica venceu a equipa sensação do campeonato, Nova Era, por 3-1.
Nos Mosteiros, no derby local, o No Pintcha goleou o Atlético por 6-3.
Resultado da 15ª jornada: ABC de Patim 2 Botafogo 3, No Pintcha 6 Atlético 3, Académica 3 Nova Era 1, Spartak 7 Cutelinho 3 e Valência 1 Vulcânico 2.
Foi uma jornada produtiva em golos, tendo sido apontados um total de 31 golos em cinco jogos, uma média de seis golos por jogo.
A classificação é liderada pelo Vulcânico com 41 pontos, seguido da Académica com 31, Botafogo 30, Nova Era 27, Spartak, 23, No Pintcha 19, Valencia 15, Atlético 14, Cutelinho 08 e ABC de Patim 04 pontos.
A formação de ABC já está despromovida e mesmo que vença todos os jogos o máximo que pode atingir são 13 pontos e fica a menos um do oitavo classificado, enquanto o Cutelinho ainda matematicamente tem possibilidades de permanecer no primeiro escalão, mas isso não depende apenas de si.
Para que tal aconteça o Cutelinho tem de vencer os três jogos que ainda restam e esperar que o Atlético perca dois jogos ou que o Valência perca os seus três jogos.
Inforpress