A Académica venceu hoje no estádio 5 de Julho o Botafogo por duas bolas a uma, após prolongamento e sagrou-se vencedora da edição 2017/18 da “Taça Fogo” em futebol.


Num jogo repartido e depois de várias oportunidades desperdiçadas pelas duas equipas no primeiro tempo, na etapa completar Académica adianta no marcador por intermedio de Fifa, na conversão de uma grande penalidade a castigar a falta cometida pelo defensor do Botafogo, Rodrigo, sobre o atacante da Académica, Badjú.
A equipa do Botafogo foi à procura do golo de igualdade que aconteceu dez minutos depois, na sequência de um pontapé de canto, Rodrigo saltou mais alto que os defensores de Académica e restabeleceu a igualdade, corrigindo assim o erro cometido que originara a grande penalidade.
Este jogador teve numa tarde complicada e na ponta final do tempo regulamentar, Rodrigo viu o segundo cartão amarelo e consequente expulsão, deixando a sua equipa com menos uma unidade para o prolongamento.
No período extra, a Académica pressionou mais e criou várias oportunidades de golos que foram negadas pelo guarda-redes João, mas a cinco minutos do fim este não conseguiu travar um remate colocado de Badjú, a figura do jogo que começou no banco dos suplentes e entrou para resolver a partida e dar a taça à sua equipa.
Com esta vitória por duas bolas a uma a formação de Académica conquista a Taça Fogo, edição 2017/18, trofeu que também tinha conquistado na época passada.
Com este jogo termina a prova regional a nível do primeiro escalão, faltando os jogos referentes a segunda fase do campeonato regional do segundo escalão, que deverá iniciar no próximo final de semana.
Inforpress