As equipas da Académica e do Vulcânico defrontam-se, no domingo, pela quarta vez nesta temporada, em jogo a contar para os quartos de final da Taça Fogo e poderá ser o tira-teimas depois de três empates no tempo regulamentar.


No primeiro confronto da temporada, as duas equipas disputaram o primeiro troféu da época 2018/19, a supertaça, entre o campeão, Vulcânico, e o vencedor da edição 2017/18 da Taça Fogo, Académica, mas a partida terminou empatada a zero golos, com a Académica a vencer nas lotarias de grandes penalidades.
Já para o campeonato regional, na primeira volta as duas equipas empataram a uma bola e no jogo da segunda volta o resultado foi também uma igualdade a dois golos, sendo que no jogo de domingo, no estádio 5 de Julho, uma das duas equipas terá de ficar pelo caminho e se o resultado for um empate o vencedor será encontrado na marcação dos penaltis.
Pelos resultados dos últimos embates entre as duas agremiações desportivas, o vencedor deste jogo é difícil de se prognosticar, mas tendo em conta o posicionamento das duas equipas no campeonato regional, em que a Académica ocupa a segunda posição com 26 pontos, e o Vulcânico o terceiro posto com 22 pontos, o favoritismo pende para o lado da Académica.
Além desta partida que se realiza no domingo, 03 de Fevereiro, defrontam-se no sábado Baxada – Atlético, no estádio Monte Pelado, e Botafogo – Spartak, no 5 de Julho.
No domingo e no estádio 5 de Julho, a anteceder o Vulcânico – Académica, jogam Nova Era – No Pintcha.
Os vencedores dos jogos de sábado vão se encontrar nas meias-finais assim como os vencedores dos jogos de domingo.
A nível de sub-17, arranca este fim-de-semana, dias 02 e 03 de Fevereiro o campeonato regional com a participação de seis equipas, sendo quatro de São Filipe, nomeadamente ABC, Académica, Atlântico e Botafogo, uma dos Mosteiros, Menis di Terra e uma de Santa Catarina do Fogo, Pavense.
Para a primeira jornada jogam ABC – Botafogo no campo de São Lourenço, Académica – Atlântico, no estádio 5 de Julho, e Menis di Terra – Pavense, no Francisco José Rodrigues, nos Mosteiros.
Inforpress