A Académica venceu hoje, no estádio 5 de Julho, o No Pintcha dos Mosteiros por 2-1 no jogo mais aguardado da 16ª jornada e recuperou a liderança isolada do campeonato regional do primeiro escalão.


A Académica entrou em campo no segundo lugar e por isso só a vitória lhe interessava, e começou a pressionar a equipa dos Mosteiros, mas sem, contudo, criar qualquer situação flagrante de golo durante os primeiros 45 minutos.
A abrir o segundo tempo, a formação da Académica chegou ao golo numa jogada que parecia inofensiva, com um jogador do No Pintcha a atrasar do seu meio campo para o guarda-redes que, perante a pressão de um jogador da Académica, não conseguiu afastar a bola e depois Nonino, que entrara ao intervalo fez o cruzamento para Djemson fazer o golo, contando ainda com ajuda de um defensor do No Pintcha.
Depois do golo a Académica desperdiçou outras duas oportunidades de golo, e o No Pintcha, na sequência de um livre directo, marcado por Edgar, o seu companheiro Maurício, na área, saltou mais alto do que os seus adversários e de cabeça restabeleceu a igualdade.
Pouco tempo depois, o capitão da Académica, Lálo, viu o cartão vermelho directo por agressão a um adversário e, na sequência, teve um comportamento reprovável com o árbitro Henrique de Pina e para com algumas pessoas que se encontravam junto à vedação, o que constitui um mau exemplo para um capitão.
A jogar com menos uma unidade, a formação do No Pintcha criou duas oportunidades de marcar, que não foram aproveitadas, e, no minuto 45 do segundo tempo, Ediny, que saltara do banco de suplentes, na sequencia de uma jogada de contra-ataque, marcou o golo que valeu os três pontos à Académica, depois de um primeiro remate de Guy à barra, ele que entrara no segundo tempo.
O golo foi muito festejado e, na sequência Dany, outro central da Académica, viu o segundo cartão amarelo e consequente vermelho, jogado esta formação os oito minutos de compensação dado pelo arbitro com menos duas unidades.
O tempo de compensação teve muitas paragens porque adeptos da Académica atiravam sistematicamente bolas para o relvado e momentos houve em que foram atiradas mais duas bolas para o relvado obrigando o árbitro a paralisar o jogo, com vantagem para Académica.
A Académica venceu por 2-1 conquistando os três pontos e a consequente recuperação da liderança, mas perdeu os dois centrais, Lálo e Dany, para os próximos jogos, sendo que Dany, ao menos um jogo de castigo, e a Lálo, no mínimo, dois jogos, o que significa que não poderá jogar as duas partidas que restam para concluir o regional de futebol do primeiro escalão.
A fechar a jornada, o Nova Era venceu o Spartak por 3-0 e deu um passo importante para a manutenção no primeiro escalão, estando quase certo de que será o Cutelinho a acompanhar o ABC de Patim no regresso ao segundo escalão, as duas equipas que regressaram esta temporada ao primeiro escalão.
Resultado da 16ª jornada do campeonato regional do primeiro escalão: ABC Patim 0 – Botafogo 6, Valencia 0 – Vulcânico 3, Desportivo Cova Figueira 5 – Cutelinho 2, Académica 2 – No Pintcha 1 e Nova Era 3 – Spartak 0.
A classificação é liderada pela Académica com 40 pontos, seguido do Vulcânico (39), Botafogo (34), No Pintcha (27), Valencia (21), Spartak (19), Nova Era (17), Desportivo (15), Cutelinho (12) e ABC de Patim (03).
No próximo fim-de-semana joga-se para a 17ª jornada, a penúltima, do campeonato regional do primeiro escalão, com os jogos Nova Era – Valencia, Académica – Spartak, Cutelinho – Vulcânico, No Pintcha – Botafogo e ABC Patim – Desportivo
JR/AA
Inforpress