A equipa do Barreirense venceu, neste sábado, no estádio municipal do Maio, a segunda edição da taça dos campeões frente à sua adversária,  Figueirense, por 2- 1 e conquista o seu segundo troféu da época.


Ambas as equipas entraram motivadas e determinadas a conseguirem um bom resultado no jogo a contar para a segunda edição da taça dos campeões, mas o resultado sorriu para a turma de Barreirense, actual campeão regional e detentora da super-taça na semana passada frente aos Onze Unidos.
Segundo o treinador da equipa do Barreirense, Zé Badiu, a sua equipa trabalhou com “humildade” para vencer mais esta partida, pelo que expressou a sua satisfação pela  conquista de mais um troféu neste início da temporada.
Sublinhou que vão trabalhar durante a semana para defrontar com a mesma determinação de sempre e vencer o jogo a contar para a taça Djarmai, embora, ajuntou, respeitem o adversário, que também é uma “boa equipa”.
Conforme avançou aquele treinador, a sua equipa saiu ainda mais motivada para as outras  restantes partidas, após ter conquistado mais esta, ajuntando a super-taça  conquistada na semana passada frente aos Onze Unidos, pelo que mostrou confiante de que vão fazer uma boa prova, não obstante querer garantir nada em concreto.
Para o treinador da equipa do Figueirense, Alírio Martins, a sua equipa, embora  tenha perdido esta partida, mostrou uma “grande postura e determinação”, pelo que  aproveitou a ocasião para felicitar a equipa vencedora, no entanto garantiu que vão trabalhar durante a semana  para o embate contra o próximo adversário.
“Foi um bom teste para a nossa equipa para o início desta temporada frente à equipa campeã em título e vencedora da super-taça, pelo que os meus jogadores estão de parabéns. Agora é trabalhar para defrontarmos a equipa do Real Marítimo na taça Djarmai, assim como para as restante provas”, afiançou.
Os golos da equipa de Barreirense foram apontados por Zidane e Zico que fechou a contagem, embora a turma da vila de Barreiro ter perdido a ocasião de ampliar o resultado na transformação de uma grande penalidade desperdiçado pelo avançado Jany na etapa complementar da partida, enquanto que o tento da turma de Figueirense foi apontado por Zela na transformação de uma grande penalidade ainda na primeira parte da partida.
Inforpress