A Escola de Desenvolvimento de Desporto do Morro entregou hoje 110 quilogramas em género alimentício à Cáritas do Maio, arrecadados aquando da realização da corrida e caminhada rústica, por ocasião da festa de Nossa Senhora de Fátima.


Em declaração à Inforpress, o presidente da escola de desenvolvimento de desporto do Morro, Carlos Silva Martins, assegurou que, durante aquele evento, atribuíram aos 110 participantes uma camisola e em troca receberam um quilo de alimento não perecíveis, pelo que pretendem que os donativos sejam entregues às pessoas com mais necessidades, razão pela qual escolheram a Cáritas do Maio, entidade com vocação para o efeito.
Segundo aquele representante, a participação dos desportistas naquele evento tem vindo a aumentar de ano para ano, e, adiantou, na próxima edição, pretendem alcançar pelo menos 150 participantes, de modo a também conseguirem mais alimentos para serem distribuídos àquelas pessoas que mais precisam.
“Estamos contentes por ter concretizado mais este objectivo, e esperamos para o ano voltar aqui com mais géneros alimentícios para entregar e fazer com que estes cheguem às pessoas um pouco por toda a ilha”, sublinhou.
Por seu lado, a representante da Cáritas na ilha, Maria Cardoso, manifestou a sua satisfação por este gesto que lhes vai possibilitar aumentar o cabaz que mensalmente entregam às famílias com menos posse, actividade que realizam em todos os povoados da ilha.
Aquela representante avançou ainda que estão abertos a mais parceiros, para concretizarem esta missão, porque, conforme explicou, para fazerem esta entrega mensal contam com a boa vontade dos “bem feitores” e do montante arrecadado com as imagens dos santos que percorrem todas as casas, em que os fiéis rezam os terços e disponibilizam qualquer montante.
“Nós os membros também fazemos a nossa oferta e é desta forma que adquirimos as sestas básicas que oferecemos às pessoas”, fez saber, indicando que não querem somente oferecer peixe, mas sim cana para poderem procurar alternativa de rendimento.
Avançou ainda que, nos próximos meses, vão promover uma formação em corte e costura e desenvolver outras actividades, brevemente.
Para este fim-de-semana, avançou igualmente que está prevista a realização de feiras de saúde em alguns povoados destinadas a pessoas com mais necessidades.
Inforpress