Em Ribeira da Barca, no concelho de Santa Catarina, já foi localizado o espaço para a construção do futuro campo relvado e os futebolistas e dirigentes daquela vila piscatória anseiam pelo dia que este sonho vai se tornar realidade.


“Já ouvi dizer que a edilidade vai construir um campo relvado. Espero que isso venha a acontecer, tendo em conta que em Ribeira da Barca temos excelentes jogadores e jovens promissores [no futebol]. Se tivermos o nosso campo, vai ser mais fácil de sermos reconhecidos”, contaram à Inforpress os jogadores, cuja maioria milita em equipas de Santiago Norte e Sul.
Para os jogadores entrevistados pela Inforpress, caso a localidade vier a ter um campo, que aliás, lembraram, é uma reivindicação que há muitos anos vinham fazendo, assim como no futsal, a comunidade vai “fazer história” no futebol de 11.
Zahovic Ferreira, que actualmente milita no Grémio de Nhagar (Santa Catarina), equipa que garantiu a permanência no principal campeonato da região Santiago Norte, não tem dúvidas quando a sua escolha, se a localidade tivesse um campo relvado.
“Se Ribeira da Barca tivesse um campo, com certeza que não ia jogar em uma outra equipa que não seja da minha comunidade. Só estamos espalhados em vários clubes de Santiago Norte e Sul porque não temos um campo e uma equipa local no campeonato”, lamentou o jovem considerado “promessa” no futebol a nível de Santa Catarina.
“Um campo relvado é um dos maiores sonhos de nós futebolistas de Ribeira da Barca”, disse Zahovic , tendo por outro lado, admitido que vai deixar a actual equipa para ingressar na de Ribeira da Barca caso a localidade vir a ter o “tão propalado campo relvado”.
A localidade que outrora participava no campeonato regional com nome de Desportivo de Assomada, segundo o representante da Selecção de Ribeira da Barca, Leonildo de Jesus Fernandes, não participa em campeonato por falta de meios financeiros, mas, sobretudo, conforme desabafou, o que os motivou a desistir da prova foi a inexistência de um campo para treino.
“Ribeira da Barca tem jovens talentosos no futebol, mas porque não temos um campo relvado os melhores estão a jogar nas diferentes equipas da região Santiago Norte e Sul”, lamentou, acrescentando que juntando todos eles e formando de novo a Selecção de Ribeira da Barca, estariam em condições de se sagrar campeão regional e representar Santiago Norte no Campeonato Nacional.
“O sonho de todos nós [dirigentes e jogadores] é um campo relvado que vai mudar radicalmente a prática do desporto, mormente o futebol na nossa comunidade”, confessou o dirigente desportivo.
Conforme lembrou a mesma fonte, todos estes “jovens talentosos” que hoje militam em equipas de Santiago Norte e Sul, que aliás, fez saber, dois jogaram no Varandinha do Tarrafal, que se sagrou campeão regional, passaram pela Selecção de Ribeira da Barca [Desportivo de Assomada].
“Temos feito história a nível do futsal em Santa Catarina e Santiago Norte, por isso, acredito que se tivéssemos um campo relvado íamos, igualmente, fazer história no futebol”, vincou.
Apesar de não terem um campo para treino, Leonildo de Jesus Fernandes lembrou que a equipa de Ribeira da Barca tem chegado todos os anos a final dos torneios realizados a nível municipal.
Por outro lado, os entrevistados da Inforpress lembraram que campo relvado que foi uma promessa de várias equipas camarárias, mas mostraram-se confiantes que o mesmo vai ser realidade com o novo executivo camarário liderado por José Alves Fernandes.
Contactado pela Inforpress, a câmara municipal, na pessoa do vereador do Desporto, Jacinto Horta, garantiu aos desportistas de Ribeira da Barca que, de momento, edilidade se encontra a trabalhar para dotar, efectivamente, a localidade de um campo “digno”, tendo em conta que a seu ver “merecem enquanto desportistas que têm dado tudo para o desenvolvimento do desporto em Santa Catarina”.
“Reconhecemos que a Ribeira da Barca é uma das localidades em que as pessoas mais vivem o desporto. Por isso, que estamos a ultimar os preparativos para o arranque dos trabalhos de terraplanagem”, disse.
A este propósito informou que os técnicos já estão no terreno, tendo assegurado que os trabalhos arrancam ainda esta semana.
“Ribeira da Barca vai ter um campo ainda este ano, pode não estar concluído, mas vai estar em condições para que os jovens joguem”, assegurou.
O campo relvado de Ribeira da Barca, segundo o município, conta com financiamento da cooperação descentralizada. Os financiadores vão estar no município por altura da festa da cidade de Assomada, assinalado a 13 de Maio, para constatarem “in loco” e poderem avançar com os apoios.
Inforpress