As câmaras municipais de Santiago Norte comprometeram-se a disponibilizar, o mais rápido possível, uma verba para ajudar a Associação Regional de Futebol Santiago Norte (ARFSN) a liquidar a dívida que tem com os árbitros, estimadas em 1.090 contos.


A informação foi avançada hoje à Inforpress, pelo autarca de Santa Cruz, Carlos Silva, lembrando que após o anúncio por parte da ARFSN do adiamento do campeonato por causa dessa dívida com os “homens do apito” da época passada, convidou as câmaras municipais de Santiago Norte e a própria associação para se sentarem à mesa, de forma a se encontrar uma solução para o arranque da prova e a sua sustentabilidade.
Segundo o autarca santa-cruzense, com excepção de São Salvador do Mundo e São Lourenço dos Órgãos, que vão disponibilizar 100 contos cada, os demais municípios (Santa Cruz, Santa Catarina, Tarrafal e São Miguel) comprometeram-se a comparticipar com 200 contos cada.
Acrescentou que tal medida visa assegurar o arranque e a continuidade dos campeonatos (1ª e 2ª divisões) nessa maior região desportiva do país.
A Inforpress tentou contactar várias vezes os responsáveis da ARFSN para saber a posição da mesma, mas sem sucesso.
Enquanto isso, o campeonato regional de futebol inicialmente prevista para 21 de Dezembro , de 2019 foi adiado sem data marcada.
Recentemente, em entrevista à Inforpress, o presidente da Associação Regional de Futebol Santiago Norte (ARFSN), Anastácio Veiga, reiterou que o arranque dos campeonatos vai depender do montante a ser disponibilizado pelos seis municípios.
“Da nossa parte, tudo está pronto. As equipas já estão todas inscritas, já fizemos o sorteio e os calendários para os dois campeonatos (1ª e 2ª divisões) e taça também já estão prontos, de momento, falta apenas apoio financeiro das câmaras municipais”, exteriorizou o líder desportivo.
No encontro, realizado na passada sexta-feira, 03, em Pedra Badejo, Santa Cruz, participaram ainda a Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) e a Associação dos Municípios de Santiago (AMS).
 Inforpress