O treinador Lito Aguiar foi demitido do comando técnico do Sporting da Praia, alegadamente devido a uma série de maus resultados, mas “a gota de água que fez transbordar o copo” prende-se com a derrota (2-1) frente a Ribeira-Grande, no jogo da 13ª jornada, este fim-de-semana.


Entretanto, instado a explicar a decisão, o presidente da direção do clube leonino, Carlos Daniel Caetano, considerou a demissão de Lito Aguiar como “algo normal” no futebol moderno, fundamentando que o futebol se vive de resultados, razão por que “era necessário uma injeção de ânimo”.
No concernente ao novo treinador para substituir a saída de Lito, o presidente leonino foi muito parco em palavras a esse respeito, tendo-se limitado a “tranquilizar” os adeptos leoninos, prometendo que terá qualidade e estará à altura das necessidades da equipa do Sporting.
Por seu turno, Lito Aguiar que cumpria o seu ano de estreia à frente do Sporting como treinador principal, disse estar “triste” pelo acontecido embora entenda também a posição da direcção leonina, mas não entrou em pormenores.
O Sporting da Praia, campeão em título de Santiago e de Cabo Verde, ocupa actualmente a quarta posição no campeonato regional de Santiago, com 27 pontos, menos sete que a Académica que lidera com 34 pontos.
inforpress