A direcção do Grupo Desportivo Recreativo Celtic considera que a vitória “histórica e inédita” deste clube de Achadinha de Baixo no campeonato regional de futebol de Santiago Sul 2018/19 simboliza a concretização de um sonho há muito perseguido.


O presidente Bebeto Ribeiro disse que esta vitória da sua equipa “não foi conseguida ao acaso”, alegando ser fruto de muito trabalho, muita organização, muita determinação e muito sacrifício”, porquanto o clube vinha trabalhando para a consagração do título.
Bebeto associa este feito à população de Achadinha, localidade onde o clube nasceu e que ao longo dos anos tem estado a afigurar-se como o verdadeiro representante deste bairro.
Criado nos anos 70 no seio da família Ribeiro, superiormente comandado pelo falecido professor e dirigente desportivo Carlos “Sr Cai” Ribeiro, o Celtic venceu o campeonato de Santiago Sul, referenciado como o mais competitivo de Cabo Verde, ao cabo de 22 jornadas, com um ponto de vantagem sobre os segundos classificados, Académica e Sporting da Praia.
A equipa verde e branca terminou a prova com 17 vitórias, quatro empates e uma única derrota, tendo sido a equipa mais concretizadora da prova com 45 golos contra 13 sofridos, a segunda melhor defesa do campeonato, suplantado apenas pela Académica da Praia, com 08.
Sob o lema “Mais que uma equipa, uma Família”, o Celtic é juntamente com o Oásis do Sal e Santo Crucifixo de Santo Antão Norte os clubes que este ano vão estrear-se no nacional de Futebol.
O Celtic vai iniciar a sua primeira participação de sempre no campeonato nacional de futebol, este final de semana na recepção ao Varandinha, campeão regional de Santiago Norte, em jogo referente ao Grupo C constituído ainda pelas equipas de Onze Estrelas (Boa Vista) e Oásis (Sal).
Inforpress