A final da quinta edição da Liga Stopira, em futebol sub-19, realiza-se este domingo, 22, no Estádio da Várzea, entre as equipas do Bola pra Frente e EPIF.


Para chegar a final, a formação do Bola Pr’a frente eliminou a sua congénere de São Filipe, ao passo que a EPIF deixou pelo caminho a seu similar da Escola Esperança em jogo das meias meias-finais disputadas a duas mãos.
A organização da Liga Stopira homenageia nesta edição o presidente da Federação Cabo-verdiana de Futebol, Mário Semedo, em sinal de reconhecimento pelo “seu grande contributo pelo desenvolvimento do futebol cabo-verdiano”.
A homenagem, segundo a organização, é também para reconhecer a “postura idónea” com a qual Mário Semedo que vem conduzindo o futebol cabo-verdiano, tanto no plano nacional como internacional.
A final vai ser marcada pela entrega de troféus de campeão e vice-campeão, Taça Fair-Play, medalhas e prémios individuais como os de Melhor Jogador, Melhor Marcador, Guarda-redes Menos Batido, Melhor Treinador, Equipa de Arbitragem, de entre outras distinções.
A quinta edição da Liga Stopira contou com o concurso de 12 equipas: Atletas de Cristo, Aliança, Escola Djonzinho, São Filipe, EPIF, EFA, Escola Esperança (Calheta São Miguel), Fonton, EFAG, Criolinho, Bola pra Frente e Escola Tropa.
As 12 equipas ficaram divididas em três grupos de quatro cada e passaram às meias-finais os três vencedores de cada poule, mais o melhor segundo classificado.
Instituída em 2015, a Liga Stopira tem como mentor o futebolista Barrusco e conta com o patrocínio do internacional cabo-verdiano Yanick Stopira Tavares, actualmente a militar no Videoton da Hungria, que emprestou também o seu nome a esta prova que já conquistou lugar no futebol santiaguense.
Inforpress