O conselho de disciplina (CD) da Associação de Futebol da Região Norte de Santo Antão (AFRN-SA) deu razão ao Paulense no protesto apresentado contra o Santo Crucifixo, por ter alinhado um jogador de forma ilegal.


O CD deu como provada a acusação e decidiu “sancionar o clube União Desportiva de Santo Crucifixo com a pena de derrota, referente ao jogo da oitava jornada, disputado com o Paulense Desportivo Clube” e, em consequência, “atribuir os três pontos referentes à partida da oitava jornada, ao Paulense Desportivo Clube”, bem como “sancionar o clube, com a pena de multa no valor de 15 mil escudos”.
Nesse processo, do qual a Inforpress só teve acesso à decisão final, o CD decidiu, ainda, sancionar o atleta mal utilizado, Nilton César Lopes Gomes, “Niná”, com a pena de um mês de suspensão, a ser cumprido no início da época desportiva 2018/19.
Este desfecho não influencia o topo da tabela classificativa, com o Foguetões campeão (22 pontos), Rosariense segundo classificado (19 pontos) e Santo Crucifixo terceiro classificado (16 pontos), mas poderá baralhar a luta pela permanência porque, com estes três pontos, o Paulense passa a somar os mesmos 09 pontos que o Sinagoga e o Beira-Mar.
Com três equipas empatadas a nove pontos no fundo da tabela classificativa, a direcção da AFRN -SA vai ter de confrontar os resultados dos jogos entre estas três equipas e decidir qual delas vai substituir o promovido Solpontense na segunda divisão.
A decisão deverá ser conhecida nos próximos dias.
Inforpress