O estado da relva do Estádio Municipal do Porto Novo, em fase de degradação avançada, está a preocupar os clubes em Santo Anão – Sul, a pouco mais de um mês do arranque das competições oficiais, nesta região.


Os clubes têm estado a alertar à Câmara Municipal do Porto Novo para o estado de deterioração da relva do estádio municipal por causa da sua utilização intensiva, uma vez que é o único campo relvado existente nesta região.
Desde a inauguração do Estado Municipal do Porto Novo, em 2008, a relva sintética dessa infra-estrutura desportiva, a maior existente neste concelho, tem sido, intensamente, utilizada pelos clubes e escolas de iniciação desportiva, o que faz com que o “tapete verde” deste estádio esteja, neste momento, “muito degradado”, admite a edilidade local.
A câmara do Porto Novo diz-se, também, “preocupada” com a situação da relva do municipal, que se deve à “sobrecarga de jogos e treinos”, mas assegurou que, ainda no decurso deste ano, pretende proceder à substituição da mesma, para melhorar a pratica de futebol nesse espaço.
Os agentes do futebol em Santo Antão – Sul sugerem o arrelvamento do campo de treino de Chã de Itália, um dos bairros da cidade do Porto Novo, para “descongestionar” o estádio municipal.
A autarquia local espera investir cerca de nove mil contos na substituição da relva no Estádio Municipal do Porto Novo.
A Associação Regional de Futebol em Santo Antão – Sul já tem o seu plano de época 2017/2018, que prevê o arranque das provas oficiais a 04 de Novembro, com a disputa da super-taça Filipe de Bitú.
Esta prova, que abre a temporada nesta região desportiva, será disputada entre a Académica, campeã e vencedora da taça Porto Novo, e o Sanjoanense, finalista vencido da taça.
Inforpress