O Futebol Clube de Ultramarina vai representar a Ilha de São Nicolau na Taça de Cabo Verde denominada “Taça Caixa”, prova que se inicia a 26 deste mês com a participação de dez equipas.


A formação de Tarrafal conseguiu o passaporte para esta competição ao vencer a Académica da Preguiça por 1-0, no jogo da final da Taça de São Nicolau, disputado hoje no Estádio de Di Deus.
O único golo da partida foi apontado por Patchiki no decorrer da segunda parte.
A Ultramarina vai defrontar na primeira eliminatória da Taça de Cabo Verde o Batuque, de São Vicente.
De acordo com o sorteio realizado recentemente, a Académica Porto Novo (Santo Antão Sul) recebe o Rosariense (Santo Antão Norte), na eliminatória a uma só mão para decidir o vencedor da Taça de Santo Antão, que se junta ao Batuque (São Vicente) à Ultramarina de São Nicolau, na poule norte.
Com as equipas divididas em poules norte, centro e sul, Santa Maria, do Sal, recebe em casa o Sal-Rei, (vencedor da Taça Boa Vista), a agremiação dos Onze Unidos (Maio) faz a recepção ao Sporting Praia, ao passo que a Académica do Fogo enfrenta no seu reduto o representante da Brava.
Para a segunda fase, a FCF conta ter cinco equipas apuradas, pelo que uma delas será automaticamente qualificada, mediante sorteio, à fase seguinte, para se juntar aos dois emblemas apurados.
A terceira e última fase será disputada no sistema de “play-off” com três equipas, logo após o Campeonato Nacional, na Cidade da Praia, no formato de todos contra todos a uma só mão, para se apurar o vencedor da Taça Cabo Verde.
Santiago Norte fica fora da Taça Cabo Verde, já que não foi realizada a taça regional.
Jogos da primeira eliminatória:
Académica de Porto Novo – Rosariense; Batuque – Ultramarina; Santa Maria – Sal-Rei e Onze Unidos – Sporting da Praia. A Académica do Fogo defronta o representante da Brava.
Inforpress