O Futebol Clube Derby conquistou hoje a Supertaça de São Vicente, em futebol, ao derrotar o Mindelense, campeão regional em título, por 2-1, com os três golos apontados na segunda parte do jogo.


O Derby abriu o activo aos 49 minutos, por intermédio de Toi, e o Mindelense empatou dez minutos depois por Papalêlê, na conversão de uma grande penalidade.
O golo da vitória da equipa azul e branca foi apontado por Darril, aos 71 minutos, que fixou o resultado final em 2-1 para o Derby e a consequente conquista do primeiro troféu da época.
E por se tratar do jogo inaugural do calendário da Associação de Futebol de São Vicente (AFSV), nem Derby nem Mindelense têm ainda, como era de se esperar, o ritmo e as afinações que os seus treinadores almejam, ainda por cima com a mudança de vários futebolistas nas duas equipas, com destaque para o Mindelense que renovou a equipa indo buscar jovens valores no seu escalão sub-19.
No clube fala-se de mudança de paradigma em relação às épocas anteriores, já que deixaram o clube nove futebolistas.
O Derby, por seu lado, que surgiu hoje mais arrumado e com frescura física, se comparado com o adversário, perdeu apenas três elementos do plantel da época passada, por isso os automatismos que revelou e que vieram da época transacta.
Mas, por outro lado, este primeiro desafio da época ficou marcado pelo atraso de 38 minutos no início do jogo e que se deveu ao facto de as duas formações se terem apresentado a jogo com meias da mesma (branca), que o árbitro não consentiu.
A equipa de arbitragem pediu então que a equipa que jogava na qualidade de visitada, o Mindelense, procede-se à mudança da cor das meias, os dirigentes do clube encarnado alegaram que o regulamento é omisso nesse quisito e que o Derby tivera conhecimento na véspera de que o Mindelense ia a jogo todo de branco.
Instalou-se, então, o impasse mas o facto é que, 38 minutos após a hora marcada para o início do jogo, o Derby acedeu trocar de meias para a cor azul e lá o jogo finalmente principiou.
Um incidente que impacientou o público presente e que os dirigentes de clubes e da associação pedem que não se repita, e que se volte a realizar, na manhã dos dias dos jogos, a reunião técnica para discussão antecipada desses e outros aspectos do jogo.
Segue, no calendário da associação, a realização, já próximo fim-de-semana (21 e 22), o arranque do Torneio de Abertura, prova de preparação disputado no sistema de todos contra todos a uma volta pelos oito clubes da 1ª divisão.
A jornada inaugural tem o seguinte quadro de jogos: Ribeira Bote – Batuque e Derby – Académica, no sábado, 21, e Salamansa – Castilho e Farense – Mindelense, no domingo, 22.
O quadro competitivo da 1ª divisão da AFSV inclui ainda provas como Torneio de Abertura, Taça São Vicente e campeonato regional, entre outras, que devem prolongar-se até o dia 07 de Maio de 2018.
Inforpress