O responsável da FIFA com jurisdição sobre a África do Oeste e do Centro considerou hoje, no Mindelo, que leva “muito boa impressão” da visita que efectuou ao Estádio Adérito Sena e sua transformação para receber jogos internacionais.


El Hadj Diop visitou o Estádio Adérito Sena e o Centro de Estágio do Mindelo, na manhã de hoje, acompanhado pelo vereador de Desporto, Anildo de Jesus, de um consultor da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF), do presidente da Associação de Futebol de São Vicente, César Lima, e do gestor do estádio, Júlio Leite.
Em relação à mudanças a operar no Estádio Adérito Sena para habilitar a infra-estrutura a receber competições da selecção nacional, o representante da FIFA, organismo que superintende o futebol a nível mundial, declarou que existe a vontade e o engajamento da FIFA, da Câmara Municipal de São Vicente e FCF em “unir os esforços e meios técnicos e financeiros” para mudar o estádio para receber competições internacionais.
El Hadj Diop veio a Cabo Verde no seguimento da visita que o presidente da FIFA, Gianni Infantino, efectuou a Cabo Verde, em Fevereiro, no quadro de um projecto para enquadrar o Estádio Adérito Sena nas normas internacionais.
A priori, referiu a mesma fonte, o estádio, ou seja o terreno de jogo e o espaço envolvente, permite aplicar o projecto que as três partes tem em fase final de estudo, mas quanto ao timming para se arrancar com as obras El Hadj Diop não avançou uma data, por se tratar de uma questão técnica a enquadrar pelas três partes.
“Estamos a analisar a participação de cada uma delas no projecto, para passarmos à etapa da arquitectura, concurso e início de obras”, referiu a mesma fonte.
“Há todo o interesse da FIFA para que tudo se faça o mais rapidamente possível e vamos tudo fazer para o sucesso desta empreitada, até porque o engajamento, a vontade e os meios financeiros existem e o que falta é formalizar”, concluiu o responsável da FIFA com jurisdição sobre a África do Oeste e do Centro.
Por seu lado, o vereador de Desporto da Câmara Municipal de São Vicente, Anildo de Jesus, considerou que este acordo tripartido vai resultar numa “óptima obra” para o desporto em São Vicente.
“Com o engajamento, pois já vieram muitos técnicos da FIFA e da CAF, o projecto vai mesmo arrancar e vamos ter um estádio, pelo menos numa primeira fase, pronto para receber jogos internacionais”, declarou o responsável, precisando que já há uma estimativa de custos para execução do projecto, que, no entanto, preferiu não avançar.
Inforpress