O treinador de futebol de escalões de formação dos Falcões do Norte, Dani Abreu, faleceu na noite desta quinta-feira em Santo Antão, vítima de acidente de viação, que resultou em mais duas vítimas mortais e um ferido ligeiro.


Dani Abreu, como guarda-redes, passou por clubes de futebol como Batuque, Mindelense, Falcões e Derby, em que foi campeão de Cabo Verde na época 2004/2005, todos de São Vicente.
O acidente deu-se ao início da noite de quinta-feira, 13, na estrada Porto Novo-Janela, em Santo Antão, quando a viatura em que Dani Abreu e mais três pessoas se faziam transportar capotou ao quilómetro oito dessa rodovia, provocando mais duas vítimas mortais e um ferido.
O ferido foi transportado para São Vicente, mas fonte hospitalar informou hoje que o mesmo sofreu lesões ligeiras e que deverá ter alta ainda nesta sexta-feira.
Dani Abreu era actualmente treinador dos escalões de formação do clube Falcões do Norte e treinador adjunto da equipa principal, da zona de Chã de Alecrim, que, inclusive já reagiu à notícia nas redes sociais, dizendo ser com “profunda tristeza”, que teve conhecimento da morte do seu treinador.
“Neste momento tão difícil, não existem palavras que possam expressar a dor que estamos passando. Aos familiares desejamos muita força para conseguirem suportar está trágica perda e a todos formulamos os nossos sentimentos”, expressou a direcção do clube, que, conforme o membro Gil Gomes avançou à Inforpress, tenciona pedir ainda hoje o adiamento do jogo deste fim-de-semana, em que defrontaria o Salamansa.
A própria Associação Regional de Futebol de São Vicente, segundo fonte da instituição, decidiu por prestar um minuto de silêncio em todos os jogos desta jornada, na primeira e segunda divisões, em homenagem ao antigo jogador e treinador.
LN/ZS
Inforpress