“Na nossa casa, principalmente nós as meninas, éramos todos #fominhas# pelo MINDELENSE! Mesmo que fossemos dançar na noite de sábado, voltávamos ao nascer do dia para casa e pegávamos todas na labuta para que pudéssemos estar livres na hora das grandes jornadas do Mindelense, no Campo da Fontinha.  Nós as #mnininhas# da Bela-Vista estávamos sempre presentes! “ - Tomázia Neves Teixeira.

Saiu de Cabo Verde em 1981, casou-se, e assim como fazia na Bela-Vista, Ilha de São Vicente, com as irmãs e muitas colegas, jogou futebol, de 27 aos 41 anos, na Holanda, no país de acolhimento, na equipa onde jogava o ex-marido e os filhos.

Aos 40 anos

Apenas soube que estava inscrita na KNVB (Real Associação Holandesa de Futebol), organização responsável pelo futebol em geral na Holanda, como a primeira mulher cabo-verdiana a jogar futebol naquele pais europeu, quando em 8 de Março de 2013 foi condecorada pela Rainha Beatriz (um mês depois ela entregou o Trono ao seu filho primogénito hoje o actual Rei da Holanda Magestade Willem Alexander) com a Medalha de Honra da ORANJE NASSAU, tornando-se também na primeira mulher cabo-verdiana a receber a honrosa condecoração.

Em junho de 2016, Tomázia Neves Teixeira foi ainda condecorada pelo Presidente da República de Cabo Verde com a 2ª classe de medalha de mérito, como reconhecimento da sua contribuição na construção de um Estado de direito democrático, na afirmação de uma cultura própria e na construção da indentidade nacional.

ADP