Nascido a 24 de Março de 1980, em Roterdão, Holanda, Rodrigo Nuno Salomão Mascarenhas, deu os primeiros passos no Basquetebol nas equipas de Derby, Pé Longe e Cruzeiros, todos da Ilha de São Vicente, Cabo Verde.


Um basquetebolista que dispensa apresentações, Rodrigo Mascarenhas, representou vários clubes federados em São Vicente, a Académica, Batuque, Cruzeiros, Mindelvets (criado por ele) e Farense.

O extremo-poste, de 1,98 centímetros, representou ainda a equipa do ABC em Santiago.

Em Portugal, representou a Portugal Telecom, onde foi Tri-Campeão e conquistou por 5 vezes da Taça de Portugal e duas vezes a Super Taça.

Sempre em destaque representou ainda, o Ginásio Figueirense, Porto e Benfica, em Portugal.

Foi incluido para o 5 Ideal da Liga portuguesa, em 2005.

Em Angola representou o 1º de Agosto, onde foi Tri-Campeão angolano, vencedor de 2 Taças e 3 Super-Taças.

Com 1º de Agosto sagrou-se ainda 3 vezes Campeão africano e foi eleito como o melhor extremo-poste da Liga dos Campeões de África, em 2009, no seu terceiro titulo de Campeão Africano de Clubes.

Pela selecção de Cabo Verde não foi diferente.

Com mais de 67 Internacionalizações, esteve em quatro Afrobasket, de 2007, 2009, 2013 e 2015.

Esteve ainda nos Jogos da Lusofonia, um Pré-Olímpico, de entre outras competições.

Foi considerado o melhor extremo-poste do Afrobasket 2007, tendo sido incluído no 5 ideal da prova, vencida pelo pais anfitrião, Angola.

Ajudou Cabo Verde na conquista da medalha de Bronze na prova.

Em 2002, foi medalha de Ouro no Mundialito de Basket de Praia, em Aveiro.

Foi medalha de Bronze nos Jogos da Lusofonia de Macau, em 2006.

Três anos depois, em 2009, conquistou a medalha de Prata nos Jogos da Lusofonia de Lisboa.

Depois de 14 anos como profissional, Rodrigo Mascarenhas, pôs fim á carreina, depois de uma segunda operação no joelho.

Decidiu regressar a Cabo Verde.

Sempre ligado ao basquetebol, começou a escola de iniciação ao basquetebol “Rodrigo Mascarenhas”, que arrancou as atividades na ilha de São Vicente com cerca de 80 crianças e jovens dos 08 aos 18 anos, nas classes masculina e feminina.

Assumiu as funções de coordenador do basquetebol no clube sanvicentino, Farense.

Criou a equipa Mindelvets, onde jogou durante três anos.

Trabalhou na Federação Cabo-verdiana de Basquetebol (FCBB).

Em 2015, foi eleito novo seleccionador de basquetebol de Cabo Verde.

Orientou a equipa nacional nas eliminatórias com a Guiné-Conacri, qualificável para Afrobasket Tunísia'2015.

É empresário e vive em Mindelo, São Vicente.

ADP
CrioloSports