O Governo vai criar condições para uma participação “digna” da selecção nacional de andebol no Mundial de 2021 a ser disputado no Egipto, garantiu este sábado o ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire.


O governante deu essa garantia depois de inaugurar duas placas desportivas nas localidades de São Martinho Grande e Calabaceira, no município de Ribeira Grande de Santiago, quando questionado sobre o apuramento de Cabo Verde para o Mundial de andebol.
“Iremos criar as condições de financiamento e de logística para que essa participação seja digna”, frisou, Fernando Elísio Freire.
Informou, no entanto, que para a participação no campeonato africano o Governo, através da Direcção Geral do Desporto, investiu cerca de quatro mil contos, lembrando que as condições são criadas de acordo com as possibilidades do país.
“O Governo cria as condições de acordo com as possibilidades do país (…) por isso apelamos a um maior envolvimento das empresas no apoio ao sector do desporto, que é uma forma de Cabo Verde se afirmar no mundo”, notou o ministro.
Cabo Verde qualificou-se para o Mundial 2020, a ser disputado no Egipto, ao conseguir o quinto lugar na 24ª edição do CAN’2020, que decorre na Tunísia.
OM/ZS
Inforpress