A comitiva cabo-verdiana aos VIII Jogos da Francofonia, que se realiza na Costa do Marfim, deverá ser reforçada hoje com a chegada da delegação do judo para se juntar à comitiva crioula, instalada na vila olímpica.


Os judocas Eliana Veiga, Manuel Soares e Wilson Teixeira estarão acompanhados do treinador Magner Mendes e a delegada do grupo, Adysangela Moniz, provenientes de Lisboa.
Segundo informações avançadas pela Direcção-Geral dos Desportos no local, os atletas paralímpicos Carlos Araújo (lançamento de dardos) e Marílson Semedo (400m), Eveline Sanches (100 e 200m) e Eskilson Nascimento (100 e 200m) já se encontram “perfeitamente integrados e bem instalados”, tendo já realizado os primeiros treinos no solo marfinense.
Os responsáveis da Direção-Geral dos Desportos (DGD) e Chefes de Missão e de Delegação, Pedro Moeda e Maximilian Stipanov, participam esta manhã na organização do evento e à tarde haverá uma reunião técnica com os delegados dos grupos de atletismo, Júlio Nagana, e dos paralímpicos, Nelson Lopes, e os treinadores Teles Pereira do atletismo e Paulo Soares dos paralímpicos.
Desses encontros preparatórios sairá o calendário definitivo dos jogos, estando já dado praticamente como certo que o atleta olímpico Jordin Andrade, referenciado como a “maior esperança de uma medalha cabo-verdiana neste certame”, entre em cena no domingo, 23, na prova dos 400 metros barreira.
Jordin Andrade, actualmente a representar o Sporting Clube de Portugal, e a judoca Djamila Pereira, atleta do Sport Lisboa e Benfica, deverão completar a comitiva cabo-verdiana esta sexta-feira, 21.
Segundo a organização, os VIII Jogos de Francofonia reúnem quatro mil jovens desportistas e agentes culturais de 49 dos 84 países que compõem a Organização Internacional da Francofonia (OIF).
De acordo com o site oficial dos jogos, 700 jornalistas destes países estarão envolvidos na cobertura dos VIII Jogos da Francofonia e cerca de nove mil soldados e polícias envolvidos na segurança da vila desportiva.
Cabo Verde participa neste evento internacional com nove atletas num universo de 19 elementos em representação das modalidades de atletismo (100, 200 metros) 400 metros barreira e 1500 metros), desporto paralímpico (lançamento de dardo e 100 e 200 metros) e judo.
Cabo Verde está entre as delegações mais pequenas com 19 elementos e nove atletas apenas, a delegação mais pequena é a da Polinésia Francesa, de acordo com informações que ainda foram confirmadas por fontes oficiais, com um único elemento.
No seu histórico, Cabo Verde conta com um total de quatro medalhas, designadamente uma de ouro (Canadá, 2001), uma de prata (Níger, 2005) e duas de bronze (Madagáscar, 1997 e Níger 2005) conquistadas nos Jogos da Francofonia.
Fonte: Inforpress