12 Mai (Inforpress) – O presidente da Associação de Judo de Santiago Sul disse hoje que as associações regionais da modalidade do país vão reunir-se para dar corpo, ainda este ano, a Federação do Judo para poderem usufruir do apoio do Governo.


João Paulo Spencer fez essas considerações em declarações à Inforpress, à margem do Open de Judo, que decorreu no Liceu Domingos Ramos, quando convidado a fazer o ponto de situação deste tipo de artes marciais no arquipélago.
“Aqui em Santiago Sul e Norte já existe judo, escolas e atelas, que participam nas competições internacionais, mas em termos gerais, a nível do país o judo não está bem implementado. É, por isso, que estamos a reunir várias associações de diferentes regiões, para criarmos a federação”, afiançou.
Conforme o presidente da Associação do Judo de Santiago Sul, o objectivo é reunir associações regionais, numa aliança, para que possam dar a este tipo de desporto uma amplitude mais geral a nível nacional e poder, assim, usufruir de apoios do Governo, à semelhança das outras federações.
Com o apoio do Governo, salientou, que a federação terá meios para implementar a nível nacional competições e intercâmbios.
Quanto ao processo, João Paulo Spencer admitiu trata-se de um processo moroso” em que devem existir, pelo menos, cinco associações, para se criar a federação e as demoras com a norma que deve seguir para os registos e depois ser publicado no Boletim Oficial.
O judo é um tipo de arte marcial praticada como desporto de combate e fundada por Jigoro Kano em 1882, sendo que os seus principais objectivos são fortalecer o físico, a mente e o espírito de forma integrada, além de desenvolver técnicas de defesa pessoal.
Inforpress