O fundista cabo-verdiano Joaquim Fortes, da ilha da Brava, foi o vencedor da primeira prova do circuito de montanha, ao vencer esta manhã o "Trail da Praia" na distância de 15 quilómetros em 57 minutos.


Numa prova inédita em Cabo Verde, uma vez que os atletas correram nas praias, vales, ribeiras e montanhas, desbravando pedregulhos debaixo de um sol abrasador, Joaquim Fortes desde cedo travou uma luta renhida com Danilson Pereira, atleta de Santa Catarina de Santiago que tem estado a conquistar várias provas internacionais.
Numa luta renhida entre dois atletas da Emicela Team Cabo Verde, Danilson Pereira dominou praticamente a prova desde a sua partida na praia da Gamboa, com passagem pela praia de Quebra Canela, Palmarejo Grande, Cova Minhoto, e vales e montanhas de Alto da Glória, Pensamento, Eugénio Lima, ribeiras de Calabaceira, Vila Nova e Paiol e praia Negra até a meta na praia de Gamboa, Fortes esteve sempre na dianteira.
Danilson Pereira cortou a meta no segundo posto com 57 minutos e 36 segundos, ao passo que Mário Cardoso, de São Domingos, fez o mesmo percurso em 59 minutos e 10 segundos.
Em femininos, a prova foi realizada na distância dos sete quilómetros, com a atleta Edena Pereira, de Achada Grande (Cidade da Praia) a ganhar a prova com o tempo de 27 minutos e 31segundos, relegando a sanvicentina Aleida Santos para o segundo lugar com o tempo de 28 minutos e oito segundos.
Zélkia Rodrigues, também da Cidade da Praia fechou a meta ao ocupar o terceiro posto com o tempo de 40 minutos e 25 segundos.
Em júnior, também a distância dos sete quilómetros, Isaías Pinto, sagrou-se campeão, enquanto José rosário ganhou aprova paralímpica.
Joaquim Fortes mostrou-se "muito satisfeito" pelo feito, tendo ressalvado que preparou-se muito para esta prova que, a seu ver, foi disputada "muito rápida", apesar de muito sol e da  boa réplica da concorrência.
O promotor da prova, Orlandinho Mascarenhas, disse que a mesma correspondeu às  expectativas, e que os atletas superaram todos os prognósticos, porquanto os primeiros a cortarem a meta posicionaram-se abaixo de uma hora.
Fonte: Inforpress