A organização da Corrida de São Silvestre’2016 almeja colocar mais de 1000 atletas na prova deste sábado, desta feita com partida e meta na zona requalificada de Quebra Canela e que contará com o concurso dos melhores atletas do país.


O mentor da prova, Orlandinho Mascarenhas, avançou a Inforpress que Samuel Freire, atleta que trocou as cores do Sporting de Portugal pelo Benfica já se encontra no país, assim como a cabo-verdiana residente na Holanda, Dadinha Évora, e que o grosso dos desportistas residentes na diáspora estarão na capital a partir desta quarta-feira.
Já os atletas masculinos residentes, Adilson Spencer (vencedor da edição de 2015), os representantes da Emicela Team Cabo Verde (Danilson Pereira, Joaquim Fortes e companhia), Ilídio Freire de entre outras figuras residentes já têm presença garantida na prova.
A fundista cabo-verdiana do Sporting Clube de Portugal, Sandra Teixeira, vencedora da prova de São Silvestre Praia’2015, tem chegada prevista para quarta-feira, para participar na prova dos 10 quilómetros e virá na companhia da Carla Mendes, outra atleta crioula a competir no solo lusitano.
Também de Portugal chega, esta quarta-feira, o paralímpico luso-cabo-verdiano, Jorge Pina, medalha de bronze na Maratona de Londres, prova integrada na Taça do Mundo do Comité Paralímpico Internacional (IPC), e que representou Portugal nos Jogos Paralímpicos do Rio2016.
Da Itália, Sónia Lopes, vencedora de São Silvestre 2014 estará no país esta quinta-feira para disputar a prova feminina deste ano 2016, assim como a sanvicentina Crisólita Rodrigues, a grande vitoriosa da edição de 2013.
Ao que apurou a Inforpress, a corrida feminina de São Silvestre Praia’2016 vai ter uma forte concorrência já que as três últimas vencedoras, Sandra Teixeira (Portugal), Sónia Lopes (Itália) e Crisólita Rodrigues (São Vicente) já garantiram as suas presenças para 31 de Dezembro.
Já o internacional cabo-verdiano, Nelson Cruz, actual campeão de Portugal na prova de corta mato e vice-campeão de São Silvestre Praia’2015 chega à Cidade da Praia no dia 30, véspera da competição.
Nesta prova da tarde estão calendarizadas várias corridas viradas para as categorias de juniores, master/40, master/50, master/60, a prova dos seniores, competições para cadeirantes, t-46 para amputados de membros superior, prova para invisual e uma corrida de velocidade nos 150 metros estradas.
Virada para uma corrida de inclusão, São Silvestre 2016 vai contar com um total de 19 provas, estando o período da manhã dedicada à prova infantil, na qual se espera cerca de 350 crianças e a prova rainha, nos 10 quilómetros (inclusiva), no período da tarde.
Fonte: Inforpress