A II edição do Campeonato Nacional de Atletismo de pista que decorre no Estádio Nacional está a ser marcada pela introdução de novos aparelhos técnicos como “Photo Finish”, uma tecnologia que reproduz com precisão a imagem da linha de chegada.


O presidente da Federação Cabo-verdiana de Atletismo, Alfredo Lima, explicou à Inforpress que o evento está a ser aproveitado para que a organização posta testar o equipamento, na sua versão mais actualizada, de forma a capacitar os formandos saídos de uma formação de três dias, na Cidade da Praia, visando a utilização da Photo Finish.
O líder federativo disse que a organização já está a pôr na prática esta formação ministrada por “expert” Luís Medina, da empresa fornecedora dos equipamentos, Infocontrol, de forma a minimizar e cronometrar melhor os tempos com o rigor de precisão que o atletismo exige, de acordo com as coordenadas da Federação Internacional de Atletismo (IAAF).
Conforme indicou, à semelhança do ano transacto, a prova vai ser aproveitada para preparar e seleccionar os atletas que possam representar Cabo Verde nas provas internacionais, como os Jogos da CPLP em São Tomé e Príncipe, os Jogos das Ilhas em Sicília, os Jogos Olímpicos da Juventude em África, na Argélia e os Jogos Olímpicos Mundiais da Juventude em Buenos Aires (Argentina).
Alfredo Lima enaltece a qualidade dos atletas em representação de 10 das 11 regiões desportivas, mas lamenta a ausência dos atletas da ilha do Maio, sublinhando que desconhece as razões, porquanto, indicou, “tudo esteve alinhavado, inclusive com a emissão dos bilhetes de viagem para a vinda da caravana maiense à Cidade da Praia”.
A cerimónia de abertura desta II edição do Campeonato Nacional de Atletismo, que envolve uma centena de atletas, foi presidida pelo director-geral do Desporto, Anildo Santos, que destacou o papel dos atletas de formação para o futuro do desporto cabo-verdiano, particularmente no atletismo.
Inforpress