A segunda edição da Corrida Odjo d’Água, que se realiza a 31 de Março, no Sal, vai ter teste anti-doping aos atletas, submetidos pela Organização Nacional Antidopagem de Cabo Verde (ONAD-CV), apurou a Inforpress junto da organização.


De acordo com o regulamento, “qualquer atleta que se inscreva na prova, aceita imediatamente, com a inscrição, se submeter ao controlo anti-doping, se assim lhe for solicitado pela ONAD-CV”, sendo que o controlo consiste na recolha de urina ou sangue, ou de ambas as substâncias.
A prova, de carácter nacional, enquadra-se no programa comemorativo do XX aniversário do Hotel Odjo d’Água, em Santa Maria e envolve as disciplinas dos 21 quilómetros (meia maratona), cinco quilómetros, veteranos 05 km, Juvenis (05 Km), paralímpica, todos em masculinos e femininos, assim como uma caminhada na distância dos 30 Km, esta sem fins competitivos.
Promovida pela Federação Cabo-verdiana de Atletismo em parceria com a Associação Regional do Atletismo do Sal e Federação Cabo-verdiana de Atletismo, a edição e 2019 volta a ter como prato forte a prova da meia-maratona.
Espera-se um número considerável de atletas para as provas competitivas,  razão pela qual o percurso será certificado pelo delegado Federação Cabo-verdiana de Atletismo,  em parceria com a ARAS consoante o regulamento internacional da Federação Internacional de Atletismo (IAAF).
A organização promete atribuir medalhas para os três primeiros lugares de cada prova, masculino e feminino, prémios extensivos aos participantes mais jovens (juvenis) e para os três participantes mais idosos (veteranos) assim como os prémios monetários, cujo valor será revelado no dia da prova.
Inforpress