A equipa paralímpica cabo-verdiana, composta pelos atletas Carlos Araújo e Jailson Moreira, já se encontra em Luanda, Angola, onde vai participar na edição 2015 da Taça Lwini, que se realiza domingo, 29, na distância dos 10 quilómetros.


Chefiada pelo treinador Isaías Spínola, a equipa crioula deixou o Aeroporto Internacional Nelson Mandela, na Cidade da Praia, na noite desta quarta-feira, com a moral bem alta, pois que os atletas aspiram mesmo chegar ao pódio de uma competição internacional que bem conhecem.
Carlos Araújo (T46), já conta com cinco presença nesta evento tendo chegado ao pódio em 2013, quando classificou-se no terceiro posto, enquanto Jailson Moreira (T47), já leva duas presenças (2011 e 2014) cortando a meta na quarta posição ano transacto.
Segundo apurou à Inforpress junto do secretário-geral do Comité Paralímpico de Cabo Verde (COPAC), Orlandinho Mascarenhas, os dois atletas foram seleccionados para Angola, por serem os primeiros classificados da “Corrida de Proximidade”, organizada no final de semana pela Polícia Nacional.
De acordo com a programação, a delegação cabo-verdiana regressa ao país a 02 de Dezembro.
Promovida pelo Comité Paralímpico de Angola, em parceria com a Federação Angola de de Atletismo e a Fundação Lwini, a Taça Lwini conta com o concurso de 12 atletas estrangeiros, em representação de Cabo Verde, Moçambique, Namíbia e São Tomé e Príncipe, além de uma centena de atletas angolanos provenientes das 18 províncias de Angola.
Fonte: Inforpress